Nesta sexta tem live com senador Nelsinho Trad na Gazetams

| REDAçãO


Nelsinho Trad. Foto: Divulgação

A Gazetams realiza nesta sexta-feira, dia 18, uma live mais que especial com o senador Nelsinho Trad, 59, (PSD-MS).

Na pauta, dentre outros assuntos, estão: recursos destinados para o setor turístico do Estado; reativação do parlamento amazônico; abertura do painel discussão sobre rota bioceânica.

A live será conduzida pelos jornalistas Silva Junior, Clayton Lopes e mediada pelo professor Edgar Martins.

O parlamentar faz parte de 31 comissões e subcomissões. Preside a CRE (Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional). E, também, preside a Comissão mista da Representação Brasileira  no Parlamento do Mercosul. É coordenador da bancada federal de Mato Grosso do Sul.

Médico formado pela Universidade Gama Filho-RJ, com especialização em Cirurgia Geral, Urologia, Medicina do Trabalho e Saúde Pública.

Começou sua carreira política como diretor-adjunto do Previsul (Instituto de Previdência do Estado de Mato Grosso do Sul) no governo de Pedro Pedrossian.

Foi eleito vereador por Campo Grande em 1992 e reeleito sucessivamente em 1996 e em 2000. No biênio 2001/2002 presidiu a Câmara Municipal.

Em 2002, elegeu-se Deputado estadual mais votado, com 36.283 votos. Em 2003, se transferiu do PTB para o PMDB, onde se candidatou à prefeito da capital em 2004, vencendo a disputa em primeiro turno com 213 mil votos, que teve como vice-prefeita Marisa Serrano.

Em 2008 foi reeleito prefeito com 288.821 votos ou 71,41 por cento dos votos válidos, tendo como vice-prefeito Edil Albuquerque. 

No dia 13 de março de 2020, foi diagnosticado com Covid-19, após viagem para Flórida. Trad integrou a comitiva que viajou com o presidente Jair Bolsonaro para os Estados Unidos.

Nasceu em 5 de setembro de 1961, em Campo Grande. É o filho mais velho do saudoso político Nelson Trad e de Therezinha Mandetta Trad. É o primogênito de uma família de cinco irmãos: Marcos, Fátima, Fábio e Maria Thereza. Herdou as tradições libanesas e mantém a cultura de preservar relíquias familiares e cuidar dos mais idosos.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE