Bieber diz que “ego e poder” afetaram seus valores e fala em mudança por Jesus

| GOSPEL +


O cantor pop Justin Bieber está em uma maratona de pequenos testemunhos pessoais desde quando resolveu se voltar para Jesus Cristo, resgatando princípios básicos da sua fé desde criança, os quais parecem ter ficado de lado quando o jovem alcançou fama mundial com apenas 13 anos.

Apesar de reconhecer que o seu ingresso na música se deu “por amor”, Bieber reconheceu que com o passar do tempo, conquistando fama e poder, a vaidade passou a tomar o lugar da humildade, desconfigurando aos poucos a sua personalidade cristã.

“Eu deixei o ego e o poder assumirem o controle e meus relacionamentos sofreram por causa disso. Eu realmente desejo relacionamentos saudáveis. Quero ser motivado pela verdade e pelo amor. Quero estar ciente dos meus pontos cegos e aprender com eles”, disse ele, segundo a Fox News.

A certeza de que Justin Bieber tem da sua necessidade de mudança, no entanto, não é fruto de uma consciência individual acerca de si mesmo, mas da fé que o jovem cantor tem depositado em Jesus Cristo.

O retorno para a Igreja do Senhor, neste caso a denominação Hillsong, em Nova York, EUA, também lhe ajudou a perceber a responsabilidade que possui diante da escolha entre o mundo e os princípios da Bíblia Sagrada.

“Quero seguir os planos que Deus tem para mim e não tentar fazer isso sozinho”, reconhece Bieber, indicando que já pensa em ampliar a sua família com um filho. O cantor é casado desde 2018 com a modelo Hailey Baldwin, que também é evangélica e apoia o marido em seu retorno para Cristo.

“Eu quero desistir dos meus desejos egoístas diariamente para que eu possa ser um bom marido e futuro pai”, disse ele. “Estou grato por poder andar com Jesus enquanto Ele mostra o caminho”.

Por fim, o cantor destacou que suas falas e publicações nas redes sociais tem um objetivo, que é testemunhar o que Deus tem feito em sua vida, mas que isso não é motivado pelo desejo de convencer ninguém, mas tão somente compartilhar a sua mudança.

“Eu quero muito contar minha história para que, se isso ressoar a alguém, que possam aprender com ela”, conclui o cantor.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE