Apóstolo Edilson, um Herói da Fé! -

| ASSESSORIA


Mazão Ramires

Os heróis da fé na Bíblia são todos aqueles que demonstraram fé genuína em Deus e que fazem todas as coisas com base nos seus ensinamentos e mandamentos. As evidências da fé não são apenas os milagres, mas um modo de viver que manifesta comunhão e submissão plena a Deus e ações de amor ao próximo e em suas promessas.


Hebreus (capítulo 11) destaca direta e indiretamente algumas dessas pessoas ao fazer uma exposição acerca da verdadeira fé. Essa lista ficou conhecida como “A galeria dos heróis da fé”.

“Ora, a fé é a certeza daquilo que esperamos e a prova das coisas que não vemos. Pela fé caíram os muros de Jericó, depois de serem rodeados durante sete dias”. (Hb. 11:1–30).

Nessa galeria dos heróis da fé encontra-se o nome de Edilson Vicente da Silva, o Apóstolo Edilson. Tudo começou em 1967, quando sua mãe Lúcia ouviu um caminhão de som passando em frente à sua casa anunciando o convite para ir à igreja. Dona Lúcia disse sim ao convite, e ali começou a caminhada ao Reino de Deus.

Edilson, aos 8 anos de idade, com sua família ia a pé para igreja. Muitas vezes, cansado, utilizava os braços do pai como transporte, sendo conduzido pelas suas costas onde firmava a cabeça sonolenta. Na igreja ficava animado, pregava a Palavra, levava mensagens de fé e participava do teatro.

Experimentou o poder sobrenatural da cura logo cedo, quando uma senhora chegou na igreja numa tarde, com forte dor de ouvido. Edilson, aos 12 anos, estava pregando no Culto dos Adolescentes quando foi chamado para orar por uma senhora. Ele o fez e ela então ficou curada no mesmo instante.

Ali começou o desafio e a vontade para seguir firme o chamado. Anos depois conheceu sua Luciene, que mais tarde tornou-se sua esposa e apóstola. Ele levou também seus 4 filhos para viver esse sonho, o chamado de Jesus.

No início da igreja El Shaddai em 1997 seus únicos ouvintes e discípulos eram os 4 filhos e a esposa. Com fé, Apóstolo Edilson pregava como se fosse para uma multidão, e dizia assim: “Ei você aí no fundo! Está me ouvindo? ” Mas não havia ninguém lá. Seus filhos sentados na primeira fileira próximo ao altar, olhavam para trás, não viam ninguém, olhavam um para o outro e pensavam: “Nosso pai deve estar louco". Não entendiam que o pai, já na época, pregava e cantava nos cultos como se tivesse falando para uma multidão.

Deixou um legado de fé muito grande em nosso meio, de amar a Deus acima de todas a coisas e a família, o próximo e a Nação de Israel da mesma forma.

Na esfera da igreja estabeleceu o caráter de Cristo. Sempre foi determinado em participar da construção do Reino de Deus em nosso mundo. Usava o “IDE” (ganhar, consolidar, discipular e enviar).

Nos deixa um enorme senso de que Deus e a Família são extremamente sagrados. “A Família é uma aliança sagrada para nos tornar mais parecidos com Deus”, afirmava ele.

Usava uma mensagem “simples”, porém firme, especialmente aos pais para que amassem e corrigissem seus filhos, sempre, para não se desviarem nunca do Caminho. Tinha ele um grande amor por Jerusalém para onde seguia anualmente desde 2000.

Enfim, Apóstolo Edilson foi um homem exemplar. Um referencial, com toda a sua família servindo na igreja, seus 4 filhos e os genros.

Deixou um grande legado entesourado pela Palavra e guiada pelo poder do espírito santo e coração de seus discípulos, amigos e em todos aqueles que o viam pregar.

Apóstolo Edilson, 31/01/1959 — 19/08/2020.

Soli Deo Gloria!


Mazão Ramires - Fotógrafo e publicitário.

https://linktr.ee/mazaoramires



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE