Pressionado, Ministro da Saúde pode liberar futebol, mas decisão está nas mãos das autoridades locais

| ESPORTEMS


Secretário Geraldo Resende aponta que somente em agosto dá para falar sobre futebol (foto-ACS)

O secretário de Saúde do MS, Geraldo Resende, concedeu entrevista ao repórter Fernando Blank, da Rádio EsporteMS, onde foi categórico ser completamente inadmissível falar em liberação dos eventos esportivos neste momento. A situação mais emblemática do avanço da pandemia do Coronavírus em áreas do Mato Grosso do Sul não permite em fazer a liberação. Resende aponta que nas próximas semanas, haverá um pico ainda maior da contaminação da doença, e que o foco central é nestes atendimentos. Apesar do esporte ser importante, mas a saúde é muito mais agora.

A CBF entra numa semana onde deverá haver uma grande pressão por parte da emissora detentora dos direitos de imagens para que o futebol profissional volte a ser disputado no Brasil. A partir desta segunda-feira encerra-se o período de férias dos atletas profissionais, e em tese, a partir do dia 17 de maio, as federações que tiverem o aval das autoridades do seu estado, já podem fechar a temporada dos estaduais, já que nenhum deles foi fechado.

MINISTÉRIO SAÚDE

O governo federal estuda a possibilidade de liberar a realização de jogos de futebol sem a presença de público nas arquibancadas, algo que é uma demanda da CBF. O ministro da Saúde, Nelson Teich, afirmou, nesta segunda-feira, que o tema está sob análise da pasta, mas não sinalizou qual será a conclusão. Teich mencionou que o estudo é feito levando em consideração a possibilidade de os eventos esportivos levarem “rotina melhor' para as pessoas, que poderiam assistir às competições de casa. O novo ministro porém não mencionou que o martelo deve ser batido pela autoridade local, que tem hoje o poder de decisão, se abre ou não.

“Existe um pedido para avaliar o retorno de jogos sem público, da CBF. Isso é uma coisa que estamos avaliando. Nem tudo o que a gente avalia é para ser definido. Não é coisa definida ainda. Mas são algumas iniciativas que de alguma forma poderiam trazer uma rotina um pouco melhor para o dia a dia das pessoas', disse.

Ouça a entrevista do Secretário Geraldo Resende dada ao repórter Fernando Blank



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE