Aquidauanense busca encontrar solução para jogar Série D do Brasileirão em casa

| ESPORTEMS


Presidente está preocupado com situação do momento (foo-EMS)

Com jogo marcado para setembro no Espírito Santo contra o Real pela Série D do Brasileirão,  o presidente do Aquidauanense, João Garcia, ainda não sabe como deve fazer para reunir e treinar o time. Por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) o C ampeonato Estadual está suspenso e as atividades em grupo também são proibidas por conta de um decreto do governo estadual.

O presidente até chegou anunciar uma entrevista coletiva para o último sábado, mas acabou cancelando. A informação é de que o mandatário esportivo da cidade iria dar explicações dos problemas existentes para montar o elenco. “Temos um jogo marcado com o Real do Espírito Santo, vamos jogar dia cinco de setembro lá e eles tem um jogo aqui dia 12. E o final do campeonato nosso está sendo marcado pra voltar dia 15 de novembro, para gente voltar para terminar o campeonato, isso se até 15 de novembro tiver liberado os estádios e tudo'.

Segundo o presidente, o maior problema é que o time está espalhado e as secretarias municipal e estadual de Saúde não devem liberar os jogadores para treinar. “Temos que trazer jogadores para o alojamento para fazer o jogo no início de setembro, tem começar a treinar agora nesse fim de mês e a Saúde não dá essas condições, tanto a municipal como estadual, elas não vão liberar'.

Segundo o presidente, ele deve fazer uma reunião com a Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) para saber como proceder com o campeonato nacional, uma vez que em alguns estados as partidas estão liberadas. “Estou indo resolver isso com a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) para saber como a gente vai fazer, então pode tudo pode acontecer. Nós temos que jogar fora, no Espírito Santo vai ser liberado para fazer um jogo, então pode ser que vai jogar da volta em outro estado, não aqui no Mato Grosso do Sul', destacou.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE