Tendência climática para agosto

| CLIMA TEMPO


Depois de um julho seco e quente na maior parte do Brasil, o quais as expectativas para agosto de 2020? Como fica a chuva no início do próximo período úmido?

Agosto, junto com julho, é um dos meses mais secos do ano na maioria das áreas do Brasil. Para a maioria das áreas do país, a média de precipitação não passa dos 75 mm. Os maiores volumes médios, de 150 a 250 mm, são encontrados no extremo norte do país, na região de Roraima e do noroeste do Amazonas. Em relação à julho, agosto marca o início da redução da chuva na costa leste do Nordeste e uma forte retração da frequência de precipitação no norte do Nordeste.

Climatologia de precipitação de agosto no Brasil

A persistência de uma massa de ar seco e quente sobre o interior do país é comum, fazendo com os níveis de umidade fiquem entre 20% e 30% em grandes áreas do Brasil e até abaixo dos 20%.

Não chover nada ou muito pouco, em poucos dias, é comum em agosto. No centro-sul do país, a chuva ainda é altamente dependente da passagem de frentes frias. por sua característica seca, o fogo de queimadas encontra condições para a se espalhar facilmente.

Mas agosto também pode surpreender com frentes frias fortes, com geada e até neve no centro-sul do país.

Depois de um junho e um julho com pouca chuva na maior parte do Brasil, o que esperar de agosto de 2020?

Para explicar a tendência climática para agosto, neste episódio do podcast O Clima entre Nós, Josélia Pegorim conversa e o meteorologista Filipe Pungirum, da equipe de previsão de clima da Climatempo.

Você pode ouvir este e outros episódios do O Clima entre nós nas principais plataformas de podcasts: Overcast,Spotify,Apple,Google,Breaker,Radio Public

Boa escuta!

Leia e ouça também

Pele: o termômetro do nosso corpo (parte 1)

Pele: o termômetro do nosso corpo (parte 2)

Clima e pragas: o que fazer com a nuvem de gafanhotos?

Saiba o que é uma onda de frio e onda de calor

Sol, home office, pandemia e a sua vitamina D

Frio, ar seco e a covid-19

O que a pandemia tem a ver com o aquecimento global?

Biometeorologia: a relação das formas de vida e a atmosfera



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE