Ceará e Bahia começam a decidir Copa do Nordeste neste sábado

Jogos finais serão disputados na Arena Pituaçu sem a presença de público

| ROGéRIO VIDMANTAS


Ceará e Bahia vão reeditar final de 2015, vencida pelo Vozão (Thaís Magalhães/CBF)

Começa neste sábado a decisão da Copa do Nordeste 2020. Bahia-BA e Ceará-CE entram em campo, na Arena Pituaçu, às 15h (MS) para disputar o título do principal torneio regional do país. A arbitragem será de Wagner Reway, auxiliado por Oberto da Silva Santos e Kildenn Tadeu Morais de Lucena, todos da Paraíba. Os jogos finais terão árbitro de vídeo e o responsável neste primeiro jogo é Gilberto Rodrigues Castro Júnior, de Pernambuco. A partida terá transmissão ao vivo do Fox Sports, do SBT Nordeste e da Live FC.

O confronto é uma reedição da final de 2015. Na ocasião, o Ceará acabou campeão pela primeira vez com vitórias por 1 a 0 na Fonte Nova e 2 a 1 no Castelão. Derrotado naquela final, o Bahia voltaria à decidir dois anos mais tarde. Em 2017, o Esquadrão de Aço superou o Sport na decisão e conquistou seu terceiro título da Copa do Nordeste. O Tricolor chegou à decisão novamente no ano seguinte, mas foi superado pelo Sampaio Corrêa.

Melhores campanhas

Os dois finalistas têm campanhas impressionantes na Copa do Nordeste até aqui e no confronto pela primeira fase terminaram iguais. O duelo foi no Castelão e terminou empatado por 2 a 2. Os dois gols do Tricolor foram marcados por Gilberto, que desfalcará o time na decisão. Os tentos do Alvinegro foram de Vinicius e Mateus Gonçalves.

Líder do Grupo A, com 17 pontos, o Bahia terminou a primeira fase embalado, com quatro vitórias consecutivas. Nas quartas de final superou o Botafogo-PB por 3 a 1 e, na semifinal, bateu o Confiança por 1 a 0.

O Ceará, por sua vez, é o único time invicto nesta edição. Por ter empatado muito, ficou na segunda posição na fase de grupos, com 14 pontos. Mas nas quartas, derrotou o Vitória, que também ostentava invencibilidade até ali, por 1 a 0. Na sequência, deixou para trás o Fortaleza em um Clássico-Rei histórico, também pelo placar mínimo.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE