Brasil pode vender derivados de frango a Egito

| ASSESSORIA


O Boletim da ANBA desta terça-feira (28) traz reportagem sobre a abertura do mercado de produtos de frango do Egito pelo Brasil. O governo egípcio autorizou a compra de derivados de carnes de aves como salsichas, nuggets, mortadela e enlatados produzidos por empresas brasileiras. Já há licenças para o embarque de 1.500 toneladas. O aumento dos preços da carne bovina fez o Egito procurar novas alternativas de proteínas para abastecimento local.  

Leia também no Boletim reportagem sobre o mercado pet nos países árabes. Os produtos para gato predominam nos petshops, em função do gosto dos árabes pelo gato como animal de estimação, mas o aumento da presença de estrangeiros em países como Emirados faz com que o cachorro ganhe espaço também.

Saiba ainda que a companhia aérea egípcia EgyptAir tinha planos de estabelecer uma linha direta entre o Cairo e São Paulo, mas colocou o projeto em suspensão em função da pandemia. Empresa aguarda recuperação do setor para depois retomar expansão. 

O Boletim traz ainda informações sobre o mercado de produtos de saúde da Argélia e do Marrocos. Também há notícias sobre o novo lockdown no Líbano e sobre o desenvolvimento pela Marcopolo de ônibus que ajuda a evitar o contágio pela covid-19.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE