Como evitar dores ao dirigir por muito tempo?

Médico ortopedista dá dicas para amenizar o incômodo na região lombar, pescoço e ombros ao dirigir

| ICARROS


Ficar muito tempo sentado pode causar dores na lombar, cervical, ombros, cotovelos e joelhos. Motoristas de transportes públicos ou aplicativo, entregadores e caminhoneiros tendem a sofrer bastante com desconforto nessas regiões, já que passam longas horas atrás do volante.

Dores não tratadas na sua origem podem evoluir para quadros crônicos de manejo mais difícil, como lombalgias e cervicalgias crônicas, condromalácia patelar, tendinites, entre outras.

Leia mais: + App de mobilidade para mulheres passa a realizar entregas + O que é preciso para ser motorista do Uber? + 5 melhores carros para trabalhar com Uber X em 2020

O iCarros conversou com Délio Martins, médico ortopedista e coordenador do curso de Medicina da Universidade Anhembi Morumbi, e separou algumas dicas para diminuir o impacto em regiões muito utilizadas na hora de dirigir.

1. Prepare-se fisicamente Se for motorista particular ou que faz esse tipo de atividade com certa frequência, procure um profissional para adequar um treino e preparar-se fisicamente para essa demanda, com exercícios de fortalecimento específicos principalmente para joelhos, ombros e coluna.

2. Alongue-se antes e depois Alongamentos e exercícios são muito importantes na prevenção de lesões, mas devem ser acompanhados por um profissional da saúde. Alguns exercícios simples podem ser feitos antes e após longos períodos ao volante, como alongamentos de antebraços e punhos, panturrilhas e coxas. Confira: 1. Ficar na ponta dos pés e voltar 2. Tentar tocar os pés com as mãos 3. Elevar a coxa trazendo o joelho de encontro ao tronco 4. Rodar o tronco e ombros

3. Apoie a lombar e o pescoço A coluna lombar possui uma curvatura normal chamada de lordose, que varia de pessoa para pessoa. Quando estamos sentados por muito tempo sem apoio para essa região, podem começar a surgir dores no local.

Assim como o pescoço, que também possui uma lordose e precisa que o apoio de cabeça seja bem posicionado para evitar dores e para proteção adequada em caso de acidentes.  Quem tem uma curvatura maior nessas regiões ou passa muitas horas sentado pode optar por encostos de apoio.

4. Ajuste a sua posição Estudos demonstram que a posição sentada pode ter uma sobrecarga considerável, chegando a mais de 25% de carga do que quando estamos em pé. No entanto, se posicionarmos o tronco levemente para trás isso pode melhorar consideravelmente. Assim, o assento deve ficar entre 90 e 110 graus de inclinação e ter apoio na curvatura lombar. Além disso, deve-se sempre pensar em toda a ergonomia do banco, como apoio para o pescoço e dirigir com braços e pernas ligeiramente flexionados. Ajustar a altura e profundidade do volante e manter calcanhares bem apoiados no assoalho - sem apoiar os pés nos pedais quando não os estiver utilizando, são outros pontos bem importantes para evitar dores e garantir a segurança ao dirigir.

5. Pare para descansar Faça paradas pelo menos a cada 2 horas para estimular os músculos a se alongarem e se movimentarem. Se não for possível, tente alterar levemente a posição do banco para trocar um pouco de posição e alongue os braços a cada parada nos semáforos. 

Acompanhe as novidades do mundo automotivo pelo iCarros no:

Facebook (facebook.com/iCarros) Instagram (instagram.com/icarros_oficial) YouTube (youtube.com/icarros)



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE