VÍRUS MALDITO - Adail Alencar

| DO AUTOR


Adail Taveira de Alencar. Divulgação

Se o mundo está bagunçado,
e o medo faz parte da rotina,
seja pelo amor contaminado,
um dia esse pesadelo termina.

Se tem receio de um amigo abraçar,
precisando manter uma distância,
então temos que recordar,
como era linda a nossa infância.

Se está dominado pelo temor,
até do ar que respira,
seja dominado pelo amor,
e nessa poesia se inspira.

Vamos ser mais forte que esse vírus maldito,
que nos faz das pessoas distanciar,
faça da sua ternura um grito,
conjugando o verbo amar.

Adail Alencar Taveira.

Gaibu-Cabo de Santo Agostinho-PE. 23-07-2.020.

 

--

ESCRAVOS DA ILUSÃO

Vocês, escravos da ilusão,
de viverem intensamente,
precisam reviver a sua emoção,
e do amor plantar a semente.

Vocês, que vivem enclausurados,
presos dentro de si mesmos,
pelas drogas acorrentados,
e vivendo perdidos, a esmo.

Vocês pensam que estão curtindo,
e vivendo os seus dias radiantes
mas infelizmente estão se destruindo,
perdendo o seu tempo, a cada instante.

Deveriam plantar uma semente,
de um mundo com muito amor e alegria,
mas vivem fechados por uma corrente,
e são iludidos por uma fantasia.

Tentem se libertar dessa prisão,
com muita garra e força de vontade,
façam do amor a maior razão,
pra conquistar a felicidade.

Tenham uma paz verdadeira e real,
vislumbrem um futuro, tenham uma meta,
procurem ter um digno ideal,
aceitem os conselhos desse poeta.

O amor é a maior liberdade,
e viver feliz de verdade é o que importa,
tenham a paz e a serenidade,
abram para o mundo essa porta,

E tenham sempre muito otimismo,
que a paz e o amor vão conquistar,
meus amigos, não caiam nesse abismo,
porque é muito difícil voltar.

Adail Alencar Taveira.

Dourados, 25-01-2.014.

Para o amigo: Benê Cantelli.

 

--

UM MOMENTO DE CONTEMPLAÇÃO!

Nesse momento estou acariciando,
a maciez dos seus cabelos lindos,
em pensamento estou te amando,
em sonhos você está sorrindo.

Dorme meu amor, estou te protegendo,
dorme tranquila e serena,
essa simples poesia estou te oferecendo,
minha doce musa morena.

Adoro ficar te olhando,
enquanto fica em paz dormindo,
o seu sono estou acalentando,
e nem sabe o que estou sentindo.

Dorme minha vida! até amanhã,
quando acordar para um novo dia,
vou te beijar com sabor de hortelã,
e te ofertar essa poesia.

Adail Alencar Taveira.

Gaibu- Cabo de Santo Agostinho-Recife, 22-07-2.019.

 

--

UMA GESTAÇÃO!

Uma gestação! gerada no lirismo!
parida nos versos que nascem, numa boa,
são momentos que vivemos sem cinismo,
nas asas da ternura que em sentimentos voa.

Uma gestação! refletidas em paixões alucinantes,
encontros deliciosos que em versos transformados,
faz a doce magia de cada instante,
e escritas na emoção de um poeta apaixonado.

Uma gestação! que nasce como uma criança,
e que espera ser feliz nesse mundo,
e renasce em cada nova esperança,
contidas em um lindo amor, profundo.

Uma gestação! refletidas nas linhas dos meus versos,
fluindo porque o amor é relembrado em cada abraço,
Uma gestação! que semeia amor pelo universo,
e prende a pessoa amada no seu laço.

Que doce essa gostosa gestação!
onde a poesia explode vindo do recôndito da alma,
feita com muito carinho e emoção,
e que depois do amor se acalma.

Uma gestação! que não tem nenhuma dor,
fruto de uma relação apaixonante,
Uma gestação! supra sumo do amor,
que renasce mais forte a cada instante.

Adail Alencar Taveira.

Salvador, 05-05-2.017.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE