Judoca corumbaense garante vaga nos jogos Brasileiros

| ESPORTEMS


Atleta esteve no gabinete do prefeito de Corumbá (foto-Clóvis Neto)

O prefeito Marcelo Iunes recebeu a judoca corumbaense Camilly Ribeiro, 13 anos. Campeã do Estadual Escolar de Judô, a atleta garantiu vaga para disputar os Jogos Escolares Brasileiros entre os meses de agosto e setembro, em Recife (PE). O diretor-presidente da Fundação de Esportes de Corumbá (Funec), Luciano Silva de Oliveira, acompanhou a agenda.

Marcelo Iunes parabenizou a judoca pela conquista e destacou que Corumbá vem numa crescente de excelentes resultados no judô. O prefeito ressaltou que o Município mantém o programa “Geração Olímpica', destinado aos estudantes de 07 a 17 anos que garante acesso à prática de atividades esportivas e paradesportivas, de modalidades olímpicas e não olímpicas. As aulas acontecem no contraturno escolar  com o acompanhamento especializado da equipe técnica da Fundação de Esportes de Corumbá (Funec).

Treinador da equipe de judô corumbaense, Luiz Paulo Ribeiro – que também é pai de Camilly -, destacou que Corumbá não tinha atletas na seleção escolar sul-mato-grossense há pelo menos duas décadas. “A Camilly quebrou um jejum. Há 20 anos que a gente não conseguia colocar um atleta do judô de Corumbá dentro da seleção escolar de judô. Quis o destino que fosse a  minha filha. Ela conquistou o Estadual Escolar e garantiu vaga para participar dos Jogos Escolares Brasileiros em Recife, entre 20 de agosto e 1° de setembro, que vale vaga para o Sul-Americano Escolares', disse o professor.

“É muito importante o investimento que a Prefeitura faz no esporte. Costumo dizer que ao investir no esporte, proporcionamos que nossos jovens pratiquem atividade física e fiquem menos doente. Ao investir no esporte, a gente entrega uma sociedade mais segura, com menos  doenças e isso é importante', afirmou Luiz Paulo ao agradecer ao prefeito os investimentos na prática desportiva.

“Eu pratico judô há praticamente 10 anos e espero que consiga ser campeã do Brasileiro e, assim, conseguir vaga para o Sul-Americano. Que dê tudo certo', afirmou a Camilly.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE