Com braços amputados após acidente de trabalho, morador de MS faz 'vakinha' por próteses

| DOURADOSNEWS / JESSICA BEATRIZ


Vicinius é morador de Nova Andradina - Crédito: Arquivo Pessoal

A vida pode mudar em uma fração de segundos, e foi o que aconteceu com o sul-mato-grossense Vinicius Luiz Menezes da Silva, de 34 anos, por volta das 19h de sexta-feira, 26 de abril de 2024, ao sofrer um acidente de trabalho que culminou na amputação dos seus dois braços. 

Funcionário de uma empresa de energia há três anos, ele ficou gravemente ferido ao sofrer uma descarga elétrica de 34 mil volts, durante uma prestação de serviço na área rural de Ribas do Rio Pardo, município na divisa com Nova Andradina, em Mato Grosso do Sul.

Vinicius conta que, por conta do choque, não se recorda do momento do acidente e quando voltou a consciência, a sua vida já tinha mudado a rota. 

Ferido, ele foi levado para Nova Casa Verde, sendo encaminhado para Campo Grande, depois transferido para Sertãozinho (SP), até chegar em Ribeirão Preto (SP), onde está internado até o momento, e sem previsão de alta.

Após a internação, o laudo médico confirmou que a vida tomaria um rumo totalmente diferente. Vinicius apresentava lesão gravíssima até área do cotovelo e sem possibilidade de retalhos, sendo indicado amputação transumeral bilateral, realizada no dia 4 de maio.

Atualmente, o estado de saúde do morador de Nova Andradina é considerado estável, ele passa por procedimentos por conta da gravidade do choque elétrico nos braços, fisioterapias, entre outros.

Acompanhado da esposa Rejane Trindade Rodrigues, 33, no hospital, Vinicius sabe que tudo mudou. Ele relata que, apesar do sentimento de tristeza, agora é “tentar superar, mas é algo muito tenebroso, algo que vira a sua vida de cabeça para baixo”, afirma.

Ele, que gostava muito de dirigir e andar de skate, entre tantas outras atividades, diz que tudo terá que ser readaptado, “vai mudar toda a minha rotina, a minha vida, a forma como eu me relaciono com tudo, minha autonomia, é um choque muito grande de realidade”. 

Segundo Vinicius, a força para continuar vem da esposa e a família, além dos amigos, que estão fazendo algumas ações para levantar recursos para o tratamento e a compra de próteses mecânicas, que custam cerca de R$ 300 mil.

Uma das ações é o Rock Solidário, agendado para o dia 31 de maio, com início às 18h19, na Rua Batayporã, 1241, atrás do posto Petronan, no Vieira's Bar, em Nova Andradina.

Entretanto, há outras formas de ajudar, seja por meio da vakinha online, neste link; doação direto no Pix: 03230555163; ou com a aquisição de camisetas e canecas, neste endereço online, https://cacarecostyp.meloja.com.br/, com p lucro 100% revertido para o tratamento.  



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE