​​​​​Com foco na saúde integral do homem, SES promove Seminário Novembro Azul

| GOVMS / NRODRIGUES


O mês de novembro é dedicado à conscientização e prevenção do câncer de próstata e à saúde do homem como um todo. Neste sentido, a SES (Secretaria de Estado de Saúde), por meio da gerência da Saúde do Homem, realiza nesta segunda-feira (6) o Seminário Novembro Azul, na Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), em Campo Grande. 

Conforme a gerente da Saúde do Homem da SES, Fernanda Lamera, o seminário é uma maneira de fortalecer os relacionamentos já existentes, reforçando a importância da saúde do homem como um todo e não somente no Novembro Azul, mas durante todo o ano.

“Aproveitamos esse momento para sensibilizar a população masculina, gestores, profissionais de saúde e a sociedade, quanto ao autocuidado e cuidado integral, considerando os fatores socioculturais relacionados à masculinidade, que repercutem sobre as condições de saúde dessa população'.

O evento contará com a participação dos coordenadores da saúde do homem dos municípios, maternidade, instituições de ensinos entre outros órgãos da sociedade. O seminário abordará temas relevantes para a saúde masculina como a importância da prática regular de exercícios físicos, alimentação balanceada e o combate ao sedentarismo que, além de auxiliar na prevenção de doenças, promove bem-estar e qualidade de vida, entre outros assuntos.

Confira a programação:

Intervalo para almoço

Novembro Azul

Novembro Azul é o nome dado ao movimento internacional criado para a conscientização do câncer de próstata e alertar os homens da importância do diagnóstico precoce. Criado em 2003, o mês de novembro foi escolhido devido ao Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata, celebrado no dia 17 de novembro.

No entanto, para o Ministério da Saúde a campanha Novembro Azul é uma oportunidade para, ao longo do mês, trabalhar a saúde do homem como um todo, reforçando a importância dos cuidados, prevenção do câncer de próstata e doenças em geral e incentivando os homens a buscarem atendimento nas Unidades Básicas de Saúde, porta de entrada do SUS (Sistema Único de Saúde).

Kamilla Ratier, Comunicação SES Foto: Álvaro Rezende