Liandra comemora proposta de vaga de dentista para UTI do Hospital da Vida

Cargo pretende atender lei da vereadora Liandra da Saúde que prevê obrigatoriedade de assistência odontológica em UTIs

| CâMARA DOURADOS / ASSESSORIA


Vereadora Liandra destaca proposta de criação do cargo pela Funsaud Foto: Francielle Grott/CMD

Em reunião na Fundação de Serviços de Saúde de Dourados (Funsaud), o Conselho Curador e Administração da Fundação apontou a necessidade da criação de um cargo de odontologista, com carga horária de 30 horas semanais e salário de R$ 5.674,09 para atender os pacientes internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Vida. A vereadora Liandra da Saúde (PTB) comemora a proposta.

Segundo a ata da reunião, ocorrida na quinta-feira (17) e publicada no dia seguinte no Diário Oficial, a proposta foi apresentada pela diretora administrativa da Funsaud, Daniely Heloise Toledo, em consonância com a Lei Municipal 4.666/21, de autoria de Liandra, que prevê a criação do programa para prestação de assistência odontológica a pacientes internados em unidades hospitalares públicas e particulares. Na prática, a lei municipal exige a presença de um cirurgião dentista habilitado em odontologia hospitalar como parte do corpo clínico das unidades de saúde, em atendimento exclusivo aos pacientes internados em UTIs.

Para a vereadora Liandra, é alto o índice de pacientes que desenvolvem problemas de saúde bucal durante o período de internação em leitos de UTI. De acordo com a parlamentar, com falta de higienização bucal adequada, alguns casos poder evoluir para severas pneumonias. “A afirmativa de que a saúde começa pela boca não é somente um jargão, porque ela se conecta com órgãos vitais de um paciente. Durante o período que estive na Saúde, presenciei diversos agravamentos de quadro clinico por os pacientes entubados não terem tido higiene bucal pela saúde pública”.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE