Mirassol 0 x 0 Guarani – O medo de perder, tira a vontade de ganhar!

Os paulistas tiveram cautela até demais e fizeram um 0 a 0 com poucas finalizações ao alvo e baixa produtividade para equipes que aspiram o acesso.

| FUTEBOL INTERIOR


Mirassol e Guarani não balançaram as redes no Maião (Foto: Marcos Freitas/Agência Mirassol)

O medo de perder, tira a vontade de ganhar! A frase atribuída ao técnico Vanderlei Luxemburgo resume bem o que foi o duelo entre Mirassol e Guarani na noite desta sexta-feira, pela 33ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. No Campos Maia, os paulistas tiveram cautela até demais e fizeram um 0 a 0 com poucas finalizações ao alvo e baixa produtividade para equipes que aspiram o acesso.

Com um ponto para cada, o Guarani permaneceu em quinto lugar, agora com 55 pontos, empatado com o Juventude, porém com uma vitória a menos (16 a 15). O time gaúcho ainda entra em campo na rodada. Já o Mirassol teve sua sequência de quatro vitórias seguidas interrompida, seguindo em sétimo, com 53.

Este jogo teve ampla cobertura do Portal FUTEBOL INTERIOR com narração da Rádio WEB, Essência FM (102.5 e 98.5), além das plataformas Youtube e Facebook.  A narração foi de Lucas de Souza, comentários de Wagner Ferreira e reportagens de Albert Cavalcante.

Com cara de decisão, o duelo entre paulistas começou bastante estudado. Nenhuma das equipes queriam dar espaço e chance ao erro. Muito pegado, principalmente no meio de campo, tanto Guarani, quanto o Mirassol demoraram para engrenar em campo. Diante da torcida, foram os donos da casa que tiveram mais iniciativa de buscar o gol, mas abusaram de cruzamentos, que, na maioria das vezes, percorria toda a área e sem perigo algum ao adversário.

O Guarani era mais cauteloso e valorizava a posse da bola, trocando passes na linha defensiva. O time de Campinas pouco acelerava as jogadas e buscava aproveitar a bola parada, em cobranças de faltas e escanteios, mas todas sem sucesso. Sem muita inspiração e com bastante equilíbrio, a primeira etapa terminou sem nenhuma finalização ao alvo.

A segunda etapa não voltou muito diferente. Com o equilíbrio na posse de bola prevalecendo. Aos 11 minutos, enfim tivemos a primeira finalização a gol e foi pelo lado do Guarani. Lucas Araújo recebeu de João Victor, mas chutou no meio do gol, mas serviu para as estatísticas. O lance deu uma animada no jogo. O Mirassol tentou responder no jogo aéreo. Após cruzamento, Guilherme Biro apareceu livre na segunda trave, mandou para o meio da área, mas ninguém completou para as redes. 

Com o passar do tempo, os times começaram a se expor mais e arriscaram algumas finalizações de fora da área. Gabriel cortou para o meio e quase acertou o ângulo de Pegorari. A resposta do Guarani veio em contra-ataque de Bruno José, que quase encobriu Muralha. Na reta final, a ansiedade de definir atrapalhou os times, que começaram a tomar decisões erradas na hora das conclusões. Nos acréscimos, Julimar até balançou as redes para o Mirassol, mas o atacante dominou com o braço e o empate persistiu até o fim.

Na próxima rodada, os times seguem fazendo confrontos estaduais. O Guarani recebe o Botafogo-SP, na sexta-feira (27), às 21h30, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas (SP). Já o Mirassol atua no sábado, às 15h30, contra o Ituano, no Novelli Júnior, em Itu (SP).



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE