Com a chegada da primavera marcada para o próximo sábado, 23, o ambiente se enche de cores e renovação, mas também traz consigo um desafio para os tutores de animais de estimação. Com a elevação das temperaturas e umidade, as pulgas e carrapatos aumentam sua população nesta época do ano, requerendo atenção e cuidados redobrados. É o que explica o médico-veterinário e gerente técnico pet da MSD Saúde Animal, Marcio Barboza, que também responde as principais dúvidas dos tutores para esta época do ano. Confira abaixo.

Por que pulgas e carrapatos são comuns na primavera?

De acordo com o médico-veterinário, com a temperatura mais amena e umidade presente na primavera, os ambientes se tornam propícios para a reprodução e atividade desses ectoparasitas. Pulgas e carrapatos podem se esconder em jardins, parques e áreas externas, esperando por uma oportunidade para se alimentar do sangue de nossos animais de estimação. No entanto, é importante lembrar que o nosso lar é o principal local em que pulgas e carrapatos gostam de se instalar, desmistificando que eles estão só nos animais.

Só os cães podem ter pulgas e carrapatos?

O veterinário explica que não, pulgas e carrapatos não são exclusivos de cães. “Embora ainda seja muito desconhecido por tutores de gatos, já que são animais que ficam mais em casa, os felinos também correm o risco de pegarem pulgas e carrapatos, sendo estes bem menos frequentes. E, para facilitar o cuidado, no mercado existem soluções que auxiliam na administração de medicamentos para esses animais, como é o caso da transdermal”, diz.

Quais são os cuidados preventivos essenciais?

Para garantir a saúde e o bem-estar de nossos bichinhos de estimação, é fundamental adotar medidas preventivas. O profissional listou abaixo as principais.

Ectoparasiticidas: Existem diversos produtos disponíveis no mercado que atuam contra pulgas e carrapatos, porém Marcio diz ser importante levarmos em consideração alguns pontos na hora da escolha, como: a ação rápida, prolongada e alta eficácia, que protegem o animal durante todo o período de tratamento, facilitando a quebra do ciclo de vida desses parasitas.

“É interessante ter em mente que optar por um produto com ação prolongada possibilita uma menor quantidade de administrações ao ano, evitando assim possíveis esquecimentos que poderiam comprometer a proteção dos pets”, completa.

Banho e higiene: Mantenha a rotina de banho e higiene de seu animal de estimação. Isso ajuda a detectar precocemente a presença de pulgas ou carrapatos.

Ambientes limpos: O ambiente em que seu pet vive precisa estar limpo e livre de detritos, esses ectoparasitas podem se esconder em frestas e carpetes, por exemplo.

Verificação regular: Faça verificações regulares no corpo de seu animal de estimação para identificar pulgas ou carrapatos. Preste atenção nas áreas “quentes”, como orelhas, pescoço e axilas.

Consultas veterinárias: Agende consultas regulares com um veterinário para garantir que seu cão ou gato esteja saudável e livre de infestações.

A primavera é uma época maravilhosa para desfrutar ao lado de nossos animais de estimação. Com os devidos cuidados preventivos, podemos garantir que não só eles, mas toda a família desfrute dessa estação tão especial com segurança e conforto. Vale lembrar que, além da infestação de pulgas e carrapatos nos animais, que causa desconforto, esses parasitas podem causar doenças como dermatites, transmitir verminoses, “doença do carrapato” e até a febre maculosa aos pets, sendo que algumas delas podem inclusive acometer as pessoas. E a única solução é a prevenção!



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE