Grêmio x Palmeiras – Clubes querem seguir na cola do Botafogo

Verdão está na segunda colocação e precisa vencer para diminuir desvantagem de 7 pontos

| FUTEBOL INTERIOR


Grêmio e Palmeiras se enfrentam pelo Brasileirão (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Depois de um empate elétrico contra o Corinthians, o Grêmio recebe o Palmeiras, nesta quinta-feira (21), às 21h30, em Porto Alegre. O jogo, que reúne dois dos melhores clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, será realizado na Arena do Grêmio.

Com 40 pontos conquistados, o Grêmio quer se manter vivo na luta pelo título. A distância para o líder Botafogo é de 11 pontos. Nos últimos cinco jogos, foram duas vitórias, duas derrotas e um empate em 4 a 4 contra o Timão.

O Palmeiras tem 44 pontos e vive o momento de melhor confiança no Brasileirão. O time viu a desvantagem com relação ao líder cair para sete pontos e quer se manter competitivo na sequência do campeonato. O Verdão vem de quatro empates e uma derrota nos últimos quatro jogos.

Para o jogo, o técnico Renato Gaúcho não poderá contar com o zagueiro Kannemann, que está suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Lesionado, Geromel deve seguir vetado pelo departamento médico. Rodrigo Ely deve jogar ao lado de Bruno Alves na zaga. Se recuperando de lesão no ligamento colateral medial do joelho direito, Carballo também não joga.

Na bronca após lance polêmico no empate em 4 a 4 contra o Corinthians, Renato ironizou a atuação da arbitragem, dando a entender que o Grêmio merecia ter a oportunidade de uma cobrança de pênalti. “O Brasil todo viu essa vergonha de hoje. Queria perguntar ao árbitro de vídeo o que ele aprendeu sobre as regras. Só ele viu que não foi pênalti, até o Stevie Wonder viu que foi pênalti. Para quem não conhece o Stevie Wonder, ele é cego, viu? Até ele daria esse pênalti”, disse o treinador.

Para enfrentar o Grêmio, o técnico Abel Ferreira deve promover duas mudanças no time. Murilo retorna de suspensão e deve atuar no lugar de Luan. Raphael Veiga será titular no lugar de López, que está fora pelo acúmulo de três cartões amarelos. Em transição física, Atuesta é desfalque certo, assim como Dudu, que passou por cirurgia e não joga mais nesta temporada.

“Claro que queríamos um time super fluído, mas como jogou o adversário? Veio dividir o jogo ou fechado e procurando a bola parada? Nos deu espaço? Isso tem tudo a ver com o jogo, alguns jogos são mais abertos, e outros são mais fechados. Nos faltou um pouco de capricho no último terço, mas o mais importante são os pontos”, celebrou Abel após a vitória contra o Goiás.

Por: Agência Futebol Interior, 20/09/2023



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE