Tecido específico e grande retenção de odores são as principais dificuldades quando o assunto é lavar roupas de ginástica. As peças, em sua grande maioria, possuem tecnologia avançada em sua composição e todo cuidado é necessário para que as mesmas não sejam danificadas durante o processo de lavagem. Ao contrário do que muitos pensam, essas peças podem ser lavadas em máquinas e mesmo assim serem preservadas e todo o cheiro de suor, eliminado.

Angelo Donaton, CEO da Lavô, maior rede de lavanderias self-service do país, listou algumas dicas de ouro para esse processo.

Não misture roupas molhadas de suor

É muito importante não misturar as roupas molhadas de suor com as outras que já estão no cesto, porém secas. “Depois de um treino intenso, provavelmente as roupas estarão molhadas de suor e, quando misturadas a outras peças, podem causar um mau cheiro generalizado no cesto. Por isso, ao chegar do exercício, deixe a roupa tomar um ar e secar naturalmente, para depois então jogá-la no cesto. Isso também evita a proliferação de bactérias e fungos que podem contaminar todo tecido que tiver em contato”, explica o CEO.

Separe corretamente e cuidado com a secagem

Assim como qualquer roupa, as de academia precisam de cuidados específicos com o tecido. “Separar as peças é o primeiro passo para toda lavagem. Misturar cores e tecidos pode causar atrito e um desgaste das peças, além de manchas. Outra atenção é para a secagem: roupas fitness não podem secar ao sol para não prejudicar as fibras. Por isso as secadoras são uma ótima opção; é preciso atentar-se apenas para a temperatura”, destaca Angelo.

Economize tempo

Uma forma de agilizar o processo de lavagem e economizar tempo é recorrer às lavanderias. Essa é uma maneira prática e segura de fazer a higienização correta das peças. Neste caso, é recomendado procurar por lavanderias que utilizem produtos neutros, como a Lavô. Além de prático, o serviço tem ótimo custo-benefício, já que o ciclo de lavagem custa R$ 15.

Sobre a Lavô

A Lavô é a maior franquia de lavanderias self-service do Brasil. Inaugurada em 2018, entrou para o franchising em 2020 e já conta com mil unidades comercializadas pelo Brasil. Com a missão de democratizar e simplificar o serviço, a franquia dispensa funcionários e pode ser gerenciada à distância, por meio do sistema on-line. Saiba mais aqui.
 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE