Léo Santos celebra melhorias no Ceará após chegada de Mancini

Time venceu duas seguidas e voltou a sonhar com G-4

| FUTEBOL INTERIOR


Léo Santos está emprestado pelo Corinthians ao Ceará (Foto: Felipe Santos / Ceará SC)

Com espaço desde a chegada do técnico Vagner Mancini, Léo Santos celebrou a melhora do Ceará na disputa da Série B do Campeonato Brasileiro. Ainda no meio da tabela, o Vozão já sonha em se aproximar do G-4 após duas vitórias seguidas.

“Não teve muito tempo para conversar. Ele já conhecia as minhas características e sabia o que eu podia oferecer naquela posição, independente de eu estar ou não atuando antes, ele sabia o que eu podia oferecer. Na parte tática o que mudou foi que o Mancini chegou e simplificou mais as coisas para a gente, deixou as coisas mais claras, não fez nada muito assim. Deixou mais simples e a gente conseguiu ficar mais à vontade dentro de campo, acho que foi mais isso”, disse o jogador.

“Minha posição originalmente é zagueiro, mas eu gosto de jogar de volante. Como fazia um tempo que eu não jogava, no Criciúma eu estava me adaptando, mas nessa segunda, contra o Londrina, eu já estava um pouco mais solto, mais à vontade, tanto é que consegui chegar na área, fazer o gol. Gol é sempre importante para estar aparecendo e fico muito feliz de poder ajudar. Independente de zagueiro ou volante, dá para se divertir, obviamente com responsabilidade, eu sei da minha função, que eu tenho que priorizar a marcação e dar suporte aos outros atletas, mas eu acho que dá para a gente divertir jogando futebol ali sim”, completou.

Léo Santos está no Ceará emprestado pelo Corinthians. O atleta já participou de 10 jogos com a camisa do Vozão e marcou dois gols. Para seguir no embalo, o time volta a campo contra o Novorizontino, em jogo direto, podendo diminuir ainda mais a diferença para o G-4, que hoje é de quatro pontos.

“Eu acho que está todo mundo muito confiante. Está tudo muito embolando, tem muitas probabilidades, tudo pode acontecer, todo mundo ali tem chance. Por mais que nós estejamos confiantes e acreditando, a gente sabe da competição, o quanto é complicado, o quanto está embolado, mas a gente tem que manter o nosso pensamento do que a gente tem feito nos últimos dois jogos, jogo a jogo, brigar até o final, aproveitar essa semana de trabalho para escutar o que o professor Mancini tem para falar, o que a gente tem que evoluir, melhorar, e seguir jogo a jogo”, destacou.

Por: Agência Futebol Interior, 13/09/2023