O Terço dos Homens na Igreja Nossa Senhora de Fátima localizada no cruzamento da Avenida Weimar Gonçaves Torres com Rua Coronel Ponciano, Vila Alba, surgiu da devoção de alguns paroquianos liderados por José Carlos Dias, o Baiano. “O terço começou com seis homens na Capelinha, nós estávamos fazendo um cursilho e precisa fazer oração, que nós chamamos de alavanca; na sequencia foi aumentado o número de participantes e daí passamos para a Igreja”, conta. “Pedimos permissão ao Padre Salvador ele nos entregou a chave e passamos a ocupar o templo”, segue.

Segundo Baiano, “todas as paróquias de Dourados tinham o “Terço dos Homens”, menos a Nossa Senhora de Fátima”. Ele conta que na época havia 54 homens cadastrados. No ano seguinte com o surgimento da pandemia da Covid 19, o encontro que acontece aos sábados às 6h00, foi interrompido. “Mas nem no período da pandemia nós não paramos, a gente ia de máscara, dez homens 15 homens, respeitando o distanciamento, mas não paramos”, continua Baiano.

Em novembro, segundo ele, o Terço dos Homens na INSF completa cinco anos ininterruptos.

Convidamos todos os homens, paroquianos e adoradores, para, com mais fervor, rezar para a nossa Mãe Santíssima, assevera Antônio Cezar Cristaldo, atual coordenador. Ele realça a data 8 de setembro como Dia Nacional do Terço dos Homens.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE