Botafogo-PB 2 x 1 Amazonas-AM – Belo mantém boa fase

Botafogo marca um gol em cada tempo na vitória sobre a Onça, confirma favoritismo e larga com o pé direito na segunda fase da Terceirona

| FUTEBOL INTERIOR


Belo confirma força diante da torcida na atual Terceirona (Foto: Cristiano Santos - Botafogo-PB)

O Botafogo-PB largou com pé direito na abertura do Grupo A da segunda fase da Série C do Campeonato Brasileiro. Em partida que fechou a 1ª rodada, o Belo se manteve em momento positivo e levou a melhor ao vencer o Amazonas no Almeidão, por 2 a 1, marcando um gol em cada tempo: Renatinho e Mariotto foram os autores, enquanto Igor Bolt descontou pela Onça.

Com o resultado positivo, os botafoguenses chegam a três pontos, enquanto os aurinegros seguem zerados, com os times entrando em campo no mesmo horário de datas diferentes. Às 19h do próximo domingo (10), os paraibanos visitam o Volta Redonda no Raulino de Oliveira, enquanto os amazonenses recebem o Paysandu, na Arena da Amazônia, no sábado (09).

Mostrando fome de jogo, o Bota levou perigo em direção à meta adversária logo no primeiro minuto: Bismark recebeu bom passe já na pequena área livre de marcação e driblou o goleiro, no entanto mandou a bola para longe com a barra aberta. Apesar de superior, o Botafogo não era criativo, tendo a bola parada como alternativa; Renatinho cobrou escanteio muito fechado, mas a pelota bateu na trave e em cima da linha sem entrar.

O Amazonas, mesmo assustado, esboçou reação num lance perigoso de Diego Torres. O argentino fez jogada individual, deixou dois marcadores para trás e soltou a bomba, que Mota teve de se esticar todo para afastar. Na sequência, o placar foi inaugurado a favor dos botafoguenses: Mariotto sofreu pênalti de Marcão e Renatinho bateu no ângulo, sem dar qualquer possibilidade de defesa ao arqueiro.

A desvantagem fez a Onça sair do seu próprio campo para buscar o empate, tendo duas oportunidades para tal pelos pés de Léo Guerra, contudo não demonstraram eficiência na finalização. Na primeira delas, o camisa 7 tabelou e mandou colocado, parando no camisa 1 amazonense; depois, Guerra recebeu de Patric — com direito a corta-luz de Sassá — e finalizou bem próximo à trave.

Na volta para o segundo tempo, os visitantes tiveram a entrada de Ítalo no lugar de Xavier para dar nova dinâmica do meio para frente. Apesar disso, o castigo veio ainda no começo da etapa final: Zé Mário faz belíssima jogada pelo lado esquerdo de ataque e cruzou na medida para Renatinho, que soltou uma pancada; a bola desviou em Mariotto e parou no fundo do gol, tirando de Marcão.

Tranquilo pelo resultado favorável, o Botafogo fez as duas primeiras substituições buscando renovar o fôlego: Bismark e Renatinho saíram, acionando Rogerinho e Marco Antônio. As mexidas fizeram o time permanecer intenso, contudo sem levar o mesmo perigo de antes, já os amazonenses buscaram alternativas para tentar ao menos diminuir a desvantagem; sem ter criatividade, os aurinegros pouco agrediram.

No fim, a pressão passou a ser da equipe do Amazonas, fazendo uma verdadeira blitz para ter uma minimizada no saldo de gols. De tanto insistir, conseguiram enfim balançar as redes: depois de cobrança de escanteio pela esquerda, Igor Bolt subiu bem e cabeceou com força; para dar um ar dramático, a arbitragem marcou impedimento no lance, mas a revisão no VAR confirmou a posição legal.

Por: Mateus Schuler, 03/09/2023



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE