Bahia 1 x 1 Vasco – Payet estreia e deixa esperança no ar

Pela primeira vez teve em campo o meia francês Payet, contratado com status de estrela. Ele atuou no segundo tempo e deu boa impressão

| FUTEBOL INTERIOR


Vegetti marcou gol e levou a bola ao centro. Foto: Leandro Amorim - Vasco

Preocupados com o rebaixamento, Bahia e Vasco empataram por 1 a 1, neste domingo, na Arena Fonte Nova, em Salvador (BA), pela 22.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Se é bom porque ambos vinham de derrotas, não é tão válido para afastá-los da zona de descenso. O Vasco segue no Z-4, com 17 pontos, em 18.º lugar, enquanto o Bahia é o 16.º, com 22. O Vasco vinha de derrota por 1 a 0 para o Palmeiras, na última rodada, mas continua dado mostrar de melhora técnica. Pela primeira vez teve em campo o meia francês Payet, contratado com status de estrela. Ele atuou no segundo tempo, com pouca movimentação, porém, com técnica deu alguns passes de classe.

BAHIA PRESENTE

O Bahia, desde os primeiros minutos, tentou assumir a responsabilidade de atacar e de ter o domínio em campo. Apesar da intensidade, o time da casa não levava muito perigo ao goleiro Léo Jardim, bem protegido pelo seu sistema defensivo. O Vasco, cauteloso, também pouco chegou na frente, com Paulinho muito isolado, dando a impressão de que estaria satisfeito com o empate. Mas no final, o Bahia fez o tipo de jogada que faltava, com a descida até a linha de fundo de Rezende. Ele cruzou na pequena área, onde Everaldo dividiu com Léo no primeiro pau e a bola sobrou para trás para Ademir, quase em cima da linha. O atacante se esticou e mandou a bola para o fundo das redes, aos 44 minutos.

MUDANÇAS NO VASCÃO

Na volta dos vestiários, o Vasco voltou com três alterações. Uma delas a esperada estreia do meia francês Payet que entrou no lugar de Serginho. No meio-campo ainda, Praxedes eu lugar a Marlon Gomes, enquanto no ataque Sebastián Ferreira entrou na vaga de Gabriel Pec.

A intenção do técnico Ramón Diaz era melhorar o passe no meio-campo e criar chances no ataque. E acertou na mosca, porque Marlon Gomes dinamizou o setor e Payet melhorou o toque de bola. O empate saiu num pênalti cometido por Gilberto em cima de Marlon Gomes. Na cobrança, Vegetti foi perfeito, deslocando o goleiro e deixando tudo igual aos 18 minutos.

AS CHANCES

Até então recuado, o Bahia só ameaçou aos 32, numa cabeçada de Rezende, de cima para baixo, que exigiu grande defesa de Léo Jardim. O Vasco também teve sua chance aos 37 minutos, quando Payet fez passe lateral para Jair, que chutou no lado da trave direita. Nos acréscimos, Jair ainda foi expulso por dar uma cotovelada em Luciano Juba.

Com a paralisação da competição devido os jogos da seleção brasileira nas Eliminatórias de Copa do Mundo, os times vão ganhar uns dias para treinamentos. O Vasco vai ter o clássico com o Fluminense no dia 16 (sábado), enquanto o Bahia vai pegar o Coritiba, dia 14 (quinta-feira), no Paraná.

Por: Agência Futebol Interior, 03/09/2023



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE