Paulinho faz dois, e Santos perde do Atlético-MG na inauguração da Arena MRV

| GAZETA ESPORTIVA


O Atlético-MG teve uma tarde especial neste domingo. Na estreia da recém-inaugurada Arena MRV, o Galo levou a melhor contra o Santos e venceu por 2 a 0, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro. Paulinho marcou os dois primeiros gols do novo estádio.

Com o resultado, o Peixe não deixa a zona de rebaixamento e segue na 17ª colocação, com 21 pontos. Já o Atlético-MG se recupera após derrota na última rodada e chega aos 30 pontos.

O Santos perdeu mais uma no Campeonato Brasileiro e alcançou a marca de cinco derrotas seguidas como visitante. A equipe paulista não conseguiu repetir o bom resultado que conquistou na última partida, na vitória por 3 a 1 contra o Grêmio, na Vila Belmiro.

Na próxima rodada, o Peixe visita o lanterna América-MG na Arena Independência, em confronto direto no Z-4. Do outro lado, o Atlético-MG viaja a Curitiba para enfrentar o Athletico-PR fora de casa, na Arena da Baixada.

A partida começou com muita pressão dos donos da nova casa. A primeira chance nasceu em falha de Tomás Rincón, que deixou Paulinho cara a cara, mas teve o chute defendido por João Paulo. No rebote, o zagueiro Alex travou a finalização de Hulk na área.

O volume de jogo do Atlético-MG resultou em gol. Aos 12 minutos, Pedrinho achou passe longo para o pivô de Hulk, que rolou de letra para Paulinho chegar batendo no canto e abrir o placar.

Em seguida, o Galo teve duas chances de ampliar. Paulinho balançou as redes novamente aos 20 minutos, com a assistência de Hulk, mas o camisa 7 estava impedido no começo da jogada. Aos 22, Paulinho recebeu lançamento e ajeitou para Hulk, que bateu por cima.

A partir desse momento, o Santos reagiu na partida. Mendoza avançou pelo lado direito e achou passe em profundidade para Marcos Leonardo, que chutou cruzado e passou por fora da trave. No lance seguinte, o centroavente teve outra oportunidade e mandou por cima. Rodrigo Fernández e Jean Lucas também tentaram marcar, mas desperdiçaram.

O Santos não voltou para a etapa final com o mesmo ritmo e o Galo aproveitou para impor a pressão em casa. Hulk quase marcou um gol olímpico, mas João Paulo conseguiu afastar a cobrança fechada de escanteio.

Aos 13 minutos, Guilherme Arana avançou pela esquerda e cruzou na área. O goleiro do Santos furou, a bola passou e Battaglia tocou na segunda trave para marcar. Entretanto, a arbitragem assinalou impedimento e anulou outro gol do Atético-MG.

O jogo chegou a ser interrompido aos 17 minutos para manutenção do gramado. Quando a bola voltou a rolar, os donos da casa aumentaram a vantagem. Hulk cobrou falta lateral e cruzou na área. Paulinho apareceu na primeira trave e cabeceou no gol, aos 22.

O técnico Diego Aguirre fez substituições como a entrada de Lucas Braga e Jullio Furch, mas não surtiram efeito. O time se lançou ao ataque no fim e pouco ameaçou o adversário.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE