Dirigentes não fecham, mas abre debate de retornar o Estadual em dezembro

| ESPORTEMS


Reunião ocorreu nesta quarta e terá outra provavelmente (foto-EMS)

Seis dos oito dirigentes dos clubes classificados para a próxima fase do Campeonato Estadual e mais três participantes por videoconferência ainda não foram unânimes no início da disputa das quartas-de-final. Uma situação ficou bem adiantada pela maioria , se em condições, retorna no mês de dezembro. Uma das preocupações da FFMS é quanto ao convênio firmado com o Governo do Estado, que através da Fundesporte, já teve o contrato de patrocínio prorrogado até 31 de dezembro, exatamente por conta da pandemia de coronavirus.

O futuro presidente do Corumbaense, João Ribeiro Kiko, argumenta sobre a questão de logística e a dificuldades de chegada de atletas até a cidade de Corumbá no período proposto, mas seus argumentos foram rebatidos e deverá mesmo ser vencido pela argumentação da maioria e da situação financeira do apoio governamental. No mais, os dirigentes preparam uma nova data de avaliação da situação da pandemia e das decisões das autoridades sobre o Covid-19.

O futuro presidente do Corumbaense, João Ribeiro Kiko, argumenta sobre a questão de logística e a dificuldades de chegada de atletas até a cidade de Corumbá no período proposto, mas seus argumentos foram rebatidos e deverá mesmo ser vencido pela argumentação da maioria e da situação financeira do apoio governamental. No mais, os dirigentes preparam uma nova data de avaliação da situação da pandemia e das decisões das autoridades sobre o Covid-19.

O presidente Francisco Cezário foi bem categórico e enfático que somente com aprovação dos órgãos regulador do momento é que terá o mínimo de condições de colocar a bola para rolar e será encerrado quando as condições forem favoráveis.

Segundo o vice-presidente e Coordenador de Competições da FFMS, Marco Antônio Tavares, ficou definido o retorno da competição apenas quando as autoridades liberarem as atividades. Na segunda quinzena de julho ou início de agosto haverá nova reunião para analisar a situação do momento. Os presidentes do Corubaense e Maracaju participaram pela vídeo. Veja em vídeo as entrevistas dos dirigentes.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE