Flamengo 1 x 0 Olimpia-PAR – Mengão usa a cabeça por vantagem na Libertadores

Flamengo venceu confronto truncado e agora jogará por empate na volta para avançar às quartas de final.

| FUTEBOL INTERIOR


Gabriel e Bruno Henrique comemoram gol da vitória.

O Flamengo abriu vantagem nas oitavas de final da Copa Libertadores, ao vencer o Olimpia-PAR, por 1 a 0, nesta quinta-feira, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Este foi o confronto de ida entre os times. O PLACAR FI acompanhou o duelo em TEMPO REAL.

Os times voltam a se enfrentar na próxima quinta-feira, às 21 horas, no tradicional Defensores Del Chaco, em Assunção, no Paraguai. O Flamengo jogará por qualquer empate, enquanto o Olimpia precisará vencer por dois gols para garantir vaga nas quartas de final. Vitória dos paraguaios por um gol forçará os pênaltis.

Quem avançar deste confronto terá pela frente Fluminense ou Argentinos Juniors. Na ida, os times empataram por 1 a 1, na Argentina.

MUITO TRUNCADO E SEM GOLS

Com bola rolando, Flamengo e Olimpia fizeram primeiro tempo tenso e com muitas faltas. Os paraguaios apertaram a marcação e tiraram alguns jogadores do sério, caso do atacante Bruno Henrique, aos 22 minutos, que acabou pisando no pé de Silva e gerou grande empurra-empurra dentro da área.

As principais jogadas do Flamengo foram em chutes de fora da área de Wesley, Ayrton Lucas e também com Gerson, aos 43, quando o volante passou pela marcação, finalizou e a bola desviou na marcação antes de Espínola fazer grande defesa. O Olimpia não ficou atrás e assustou aos 45, em desvio de Walter González no travessão.

MENGÃO MELHORA E VENCE PELO MÍNIMO

No segundo tempo, o Flamengo precisou de apenas três minutos para ficar em vantagem. Gabriel saiu da área, levantou a cabeça e cruzou para Bruno Henrique, que cabeceou forte e sem chances de defesa para o goleiro. Foi seu quarto gol após o longo período ausente no departamento médico.

O gol deu ânimo ao Flamengo, que seguiu no ataque e encurralou o Olimpia. Aos 20, Everton Ribeiro cobrou falta e David Luiz cabeceou em cima do goleiro Espínola. As investidas fizeram os paraguaios se fecharem ainda mais na defesa e o jogo ficou totalmente controlado pelos brasileiros.

Foram raros os bons momentos do Olimpia, que quase chegou ao empate aos 32 minutos. Quintana cruzou, a bola foi na direção do gol e Matheus Cunha desviou com a ponta dos dedos antes de ela tocar no travessão. Na sequência, Iván Torres também tentou, mas mandou à direita do gol.

Satisfeito com a vantagem, o Flamengo administrou a bola na reta final do jogo e esperou pelo apito final para comemorar o bom resultado.

Matheus Cunha; Wesley, Fabrício Bruno, David Luiz e Ayrton Lucas; Allan (Thiago Maia), Gerson, Arrascaeta (Everton Cebolinha) e Everton Ribeiro (Victor Hugo); Gabriel e Bruno Henrique.

Espínola; Alejandro Silva (Salazar), Romaña, Gamarra e Zabala; Ortiz, Marcos Gómez (Ramón Martinez), Fernando Cardozo (Diego Torres) e Iván Torres; Hugo Fernández (Hugo Quintana) e Walter González (Montenegro).

Por: Agência Futebol Interior, 03/08/2023



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE