Histórico! África do Sul bate Itália e se classifica para as oitavas da Copa do Mundo Feminina

Jogo estava empatado até os 47 da segunda etapa, quando Thembi Kgatlana colocou as africanas no mata-mata

| R7 / LANCE | POR LANCE


Lance - Lance

Banyana Banyana! Na madrugada desta quarta-feira, a África do Sul fez histórica ao bater a Itália por 3 a 2, em jogo válido pela Copa do Mundo Feminina. Esta foi a primeira vitória na história da equipe feminina africana em Mundiais, levando o time às oitavas de final também pela primeira vez. Arianna Caruso abriu o placar de pênalti para Azzurra; Benedetta Orsi marcou um gol contra bizarro na meia-hora de primeiro tempo e empatou. Hildah Magaia virou já na segunda etapa, Caruso novamente colocou as italianas no jogo, mas nos acréscimos, Thembi Kgatlana marcou o tento da história.

Com o resultado, a África chegou a quatro pontos, ultrapassando a Itália, com três, e assumiu a segunda colocação. A Suécia, no outro jogo do grupo, também deu uma ajudinha e bateu a Argentina por 2 a 0, confirmando a liderança com nove pontos e empurrando as sul-americanas para a lanterna, com apenas um ponto. Nas oitavas de final, a África do Sul terá pela frente a Holanda, líder do grupo E.

NA MARCA DA CAL!

Aos nove minutos da primeira etapa, Chiara Beccari pegou sobra de bola do lado direito e foi derrubada por Dhlamini. Arianna Caruso, de perna direita, cobrou com estilo e tirou de Swart, que nem se mexeu. Azzurra na frente!

PANE NO SISTEMA!

Aos 31 minutos, em bola recuperada pela defesa italiana, Elena Linari fez ótima interceptação e tocou mais atrás com Benedetta Orsi. Apertada, a zagueira buscou o recuo com Francesca Durante, mas o passe simplesmente achou a direção do gol e não da arqueira italiana. Presentaço para as africanas empatarem o duelo.

NO COLETIVO!

Já aos 21 da segunda etapa, a África virou o jogo. Kgatlana recebeu bola pelo corredor esquerdo, encarou a marcação e deu um passe açucarado no meio de duas jogadoras. A ótima Hildah Magaia apareceu para fuzilar o gol de Durante e virar o confronto.

SEM DEMORA!

Sete minutos depois, veio o empate das europeias. Em cobrança de escanteio pelo lado esquerdo de ataque, Girelli subiu na primeira trave e cabeceou em direção ao gol. Caruso colocou a coxa na bola e marcou o tento da igualdade.

O GOL DA HISTÓRIA!

Aos 92 minutos de jogo, Seoposenwe recebeu bola no corredor direito e tocou pelo meio. O passe não foi dos melhores, mas Hildah Magaia ganhou na corrida de duas jogadoras italianas, antecipou ambas e invadiu a área para devolver o presente: um passe com mel para Kgatlana bater de primeira e classificar a África do Sul pela primeira vez na história.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE