Covid-19 aumenta em Dourados 20 vezes em um mês

Boletim desta quarta aponta 186 novos pacientes que testaram positivo para a doença, somando 2.150 casos

| ROGéRIO VIDMANTAS


Dourados teve na última semana uma média de 104 testes positivos diariamente (Foto: Divulgação/GESP)

Que a disseminação do novo coronavírus em Dourados está fora de controle, todos sabem. Mas nesta quarta-feira (24) os casos confirmados chegam à números que mostram a dimensão do problema na cidade. Em pouco mais de um mês, Dourados saiu de 104 pessoas com a covid-19 para 2.150 pacientes, segundo os dados divulgados pelo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde e pelo Comitê de Gerenciamento de Crise do Coronavírus. Um aumento de mais de 20 vezes desde o dia 23 de maio.

Essa marca foi conseguida com mais um recorde diário no número de pessoas que testaram positivo para covid-19. São 186 novos pacientes e, do total acumulado, 994 já passaram pelo período de isolamento, não apresentam mais sintomas e tiveram alta médica. Entres os casos ativos, 1.108 estão com sintomas leves e em isolamento domiciliar. Outros 56 pacientes estão internados, sendo que 20 em enfermarias e 36 em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Escalada

Segundo os últimos dados divulgados nesta quarta-feira, Dourados segue firme com a marca de epicentro da doença no Estado, acumulando 34% dos casos confirmados no Mato Grosso do Sul. A capital Campo Grande, com população aproximadamente quatro vezes maior, aponta, em média, 23% do total do Estado.

Essa escalada começou a ganhar força uma semana antes do dia 23 de maio, quando pulou de 41 casos para os 104 em sete dias e com apenas um óbito registrado. A partir daí, o avanço ganhou velocidade exponencial. No dia 30 de maio foram registrados 251 casos, com duas mortes. Neste dia, 59 pacientes estavam recuperados e com alta médica.

Uma semana depois, dia 6 de junho, Dourados tinha registrado 493 casos, com 182 deles já sem sintomas e liberados do isolamento, mas seguia com apenas dois óbitos, o que se manteve no dia 13, mas já com 1.034 casos, com 273 recuperados.

O aumento de casos passou então à média de 101 casos confirmados diariamente e o número de óbitos também passou a crescer a cada atualização. Já no dia 14, com 1.138 casos confirmados, quatro pacientes perderam a luta com a doença. No dia seguinte Dourados chegou a cinco mortes e 1.197 casos e no dia 16 subiu para 1.192 casos.

O número de vítimas fatais voltou a crescer no dia 18 com mais dois óbitos, somando agora sete. No dia 19 aconteceram mais duas mortes e outra no dia 20, quando o total de casos acumulado era de 1.721, entre ativos e recuperados. O 11º óbito foi registrado no dia 22 e no dia 23 outras duas mortes, chegando a 13, marca que se mantém desde então.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE