O poder transformador do hábito - Wilson Aquino*

| DO AUTOR


Wilson Aquino, professor e Jornalista. Foto: Divulgação

O sucesso ou o fracasso material e/ou espiritual do indivíduo estão intimamente ligados, respectivamente, a bons e maus hábitos adquiridos e implementados ao longo da jornada da vida. O ser humano é imperfeito e frágil. Tende a seguir os caminhos mais fáceis e cômodos e que nem sempre são recomendáveis. Muitos, nocivos até, para mente, corpo e espírito e o que é pior, acabam se tornando hábitos.

Ao mesmo tempo, o indivíduo pode ser determinado e perseverante em trilhar o bom caminho, onde são encontradas boas e saudáveis ações que podem sim tornarem-se hábitos saudáveis, capazes de conduzir a pessoa à conquista de grandes vitórias na vida e se realizar em todos os aspectos. Isto se conseguirem sempre se afastar de maus hábitos e costumes que representam verdadeiros atrasos de vida.

O fato de que mente e corpo são acomodados – não gostam de atividades que geram muito esforço físico e mental – contribui para que muitos indivíduos não consigam avançar com seus sonhos e projetos de crescimento.

Não é à toa que é no Cemitério é que estão “guardados” os maiores projetos que o homem já sonhou. Porém, por falta de garra e perseverança em vencer os obstáculos naturais que surgem para todos que lutam por um lugar na sociedade, acabam não sendo realizados. Muitos sequer saem do papel.

Existem e sempre existiram em nosso meio, mentes brilhantes, dotadas de grandes talentos, que não evoluem com seus planos e ideias porque simplesmente não conseguem criar bons hábitos que ajudariam na sua execução e consequente sucesso.

O indivíduo tende também a subestimar sua capacidade de realização mesmo de pequenos feitos. Por conta disso, não avança. Lamentável que muitos sequer tentam transpor seus próprios limites pois não acreditam que são capazes.

Um atleta, por exemplo, que não estabelece o hábito de acordar cedo, treinar rotineiramente com afinco, manter boa alimentação e disciplina, dificilmente conquistará medalhas.

Quando todas as barreiras do impedimento são derrubadas e o indivíduo pratica com naturalidade suas ações para alcançar suas metas na vida, ele automaticamente está a um passo do sucesso.

O hábito de orar, ler as escrituras e obedecer aos mandamentos de Deus pode proporcionar grandes benefícios ao homem;

O hábito de aproveitar melhor o tempo com estudos, com a busca do conhecimento, pode fazer a diferença no mundo profissional;

O hábito de respeitar o próprio corpo como um templo do Senhor, pode trazer grandes alegrias e vida saudável ao homem;

O hábito de ser gentil, proferir palavras brandas e nunca se exaltar e perder a paciência com o próximo, o tornarão especial;

Cultivar bons hábitos no dia a dia é de extrema importância, pois os hábitos moldam a nossa personalidade, influenciam nossas ações e determinam os resultados que alcançamos em diferentes áreas da vida. Aqui estão alguns argumentos sobre a importância de cultivar bons hábitos:

1. Autodisciplina e consistência: Os hábitos são reflexos de nossa autodisciplina e consistência. Ao desenvolvermos bons hábitos, treinamos nossa mente e nosso corpo para agir de maneira consistente em direção aos nossos objetivos. A autodisciplina nos permite superar a procrastinação, a preguiça e a falta de motivação, permitindo-nos alcançar resultados consistentes e duradouros.

2. Eficiência e produtividade: Os bons hábitos são fundamentais para aumentar a eficiência e a produtividade. Quando temos hábitos bem estabelecidos, executamos tarefas de forma mais eficiente, economizando tempo e energia. A repetição constante de ações positivas nos torna mais proficientes nelas, aumentando nossa capacidade de realizar mais em menos tempo.

3. Crescimento pessoal e desenvolvimento: Os hábitos positivos são essenciais para o crescimento pessoal e o desenvolvimento contínuo. Ao adotar hábitos de leitura, estudo, exercício físico ou qualquer outra atividade construtiva, expandimos nosso conhecimento, habilidades e perspectivas. Os bons hábitos nos permitem progredir e nos tornar versões melhores de nós mesmos, constantemente aprendendo e evoluindo.

4. Saúde física e mental: Muitos hábitos estão diretamente relacionados à nossa saúde física e mental. Alimentação equilibrada, prática regular de exercícios, sono adequado e cuidado com o bem-estar emocional são exemplos de hábitos que contribuem para uma vida saudável e equilibrada. Cultivar esses hábitos promove não apenas uma maior longevidade, mas também uma melhor qualidade de vida.

5. Equilíbrio e bem-estar: Bons hábitos nos ajudam a criar equilíbrio em nossas vidas. Eles nos permitem priorizar o que é realmente importante, gerenciar nosso tempo de forma eficaz e estabelecer limites saudáveis. Ao cultivar hábitos que promovem o equilíbrio entre trabalho, família, saúde, lazer e crescimento pessoal, experimentamos um maior senso de bem-estar e satisfação em todas as áreas da vida.

Em suma, os hábitos têm um poder transformador em nossas vidas, principalmente se forem alicerçados nos princípios do Evangelho de Deus. Ao cultivar bons hábitos, fortalecemos nossa disciplina, aumentamos nossa produtividade, promovemos nossa saúde física e mental, e, por fim, alcançamos uma vida plena e realizada. Os hábitos positivos nos capacitam a superar desafios, impulsionam nosso crescimento material e espiritual e nos permitem construir um futuro de sucesso. Portanto, é essencial dedicarmos tempo e esforço para desenvolver e manter os hábitos que nos levam na direção dos nossos objetivos, para que possamos desfrutar de uma vida repleta de conquistas e felicidade.

*Jornalista e Professor



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE