Representantes de Dourados participam da Conferência Nacional de Saúde em Brasília

Encontro promovido pelo Ministério da Saúde discute propostas de Políticas Públicas no setor para os próximos quatro anos

| ASSESSORIA


Conferência reúne delegados de todo o país em Brasília até essa quarta-feira (Foto: Vanderson Apurinã/CNS)

Mais de seis mil representantes da sociedade civil, entidades, fóruns regionais, movimentos sociais e organizações participam, em Brasília (DF), da 17ª Conferência Nacional de Saúde (CNS), promovida pelo Ministério da Saúde. Com o tema “Garantir direitos, defender o SUS, a vida e a democracia – Amanhã vai ser outro dia!', o encontro tem objetivo de debater e construir conjuntamente as políticas públicas e propostas que irão nortear as ações e decisões do Governo Federal para o SUS nos próximos anos.

A Prefeitura de Dourados participa da Conferência com o ouvidor do SUS, servidor público Jhonatan Willian Silva, e a coordenadora municipal de Políticas Públicas LGBTQIANP+, Cláudia Rosa de Assunpção Pompeu. Eles fazem parte do grupo de quatro delegados eleitos na Conferência Regional.

Na abertura, a ministra da Saúde, Nísia Trindade, lembrou que o Brasil é um país diverso e que precisa estar, dentro das diferenças, unidos pelo SUS e comemorou a realização da Conferência, como um marco na retomada das políticas públicas no setor. “É um fato histórico nós termos conseguido realizar essa 17ª conferência e termos colocado em pé e aperfeiçoado tantos programas, o Bolsa Família [em interface com o Farmácia Popular], o Mais Médicos, o Brasil Sorridente, o Programa Nacional de Imunizações'.

Propostas e Inclusão

Cláudia Assunpção está fazendo parte do grupo de trabalho do movimento trans na Conferência. “Nós estamos aqui para mostrar que existimos e mostrar a necessidade de implementação de políticas públicas na área de saúde para a população de mulheres e homens trans e travestis, não apenas da nossa cidade, mas de todo o Brasil', explica.

Ouvidor do SUS, Jhonatan lembra da importância de se ter representantes de Dourados, que concentra ações de Saúde para usuários do Sistema de toda a região sul do Estado. “Estamos nos grupos de trabalhos discutindo propostas e diretrizes que serão implementados pelo SUS nos próximos quatro anos. Temos uma responsabilidade grande por sermos uma macrorregião que engloba 33 municípios e atenção primária e atenção especializada de Dourados merecem esse olhar e cuidado', completa.

A primeira Conferência Nacional de Saúde foi realizada em 1941. Desde então, tornou-se o principal espaço nacional para discussão de políticas públicas e planejamento na área de saúde pública. Na 8ª edição, por exemplo, de 1985, foram discutidas e lançadas as diretrizes para a criação do SUS.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE