Campinense-PB 1 x 2 Sousa-PB – Dinossauro volta a vencer Raposa com placar repetido

O Campinense-PB segue apenas na sétima colocação do Grupo A3, enquanto o Sousa-PB somou três pontos e é o vice-líder

| FUTEBOL INTERIOR


Sousa-PB derrota Raposa no Amigão (Foto: Divulgação / Sousa)

O Campinense-PB recebeu nesta segunda-feira (03) o Sousa-PB em duelo paraibano pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série D, onde os visitantes conquistaram os três pontos ao saírem na frente do placar duas vezes no Estádio Amigão.

Em situação crítica, a Raposa perdeu sua quinta partida, a segunda consecutiva, e agora amarga a sétima colocação do Grupo A3, com apenas 12 pontos somados. Dentro do bolo nas cinco primeiras posições, o Dinossauro vive situação oposta, já que é o vice-líder com 19 pontos, apenas um atrás do outro adversário paraibano, o Nacional-PB.

Mesmo jogando em casa, o Campinense não conseguia pressionar o adversário, e sofreu ao ver Lucas Lopeu roubar a bola na área adversária quando a defesa falhou, porque o atacante estava esperto e abriu o placar em finalização rasteira aos 29 minutos da primeira etapa.

A Raposa precisou fazer duas alterações para tentar se reorganizar na partida, e funcionou, já que o time da casa empatou o jogo no Amigão aos 42 minutos, quando Fredson cabeceou a bola vinda do escanteio no travessão, mas Matheus Lagoa estava muito bem posicionado, com faro de atacante, para empurrar a bola para as redes.

Depois do intervalo, o Sousa voltou mais esperto e novamente ficou a frente do placar. Alexandre Aruá foi o nome da vez que aproveitou uma falha da defesa adversária, e aos nove minutos colocou o 2 a 1 no placar que permaneceu até o apito final da partida, dando mais uma vitória ao Dinossauro da Paraíba.

Para a 12ª rodada, o Sousa volta a atuar primeiro, quando enfrentará o Nacional-PB no domingo (09), às 16h, no Estádio Marizão, em Sousa. No dia seguinte, na segunda-feira (10), o Campinense enfrenta o Santa Cruz-PE novamente no estádio Amigão, às 20h, em Campina Grande.

Gabriel Félix; Guilherme Escuro (Fabinho), Fredson, Anderson Sobral e Bruno Collaço; Memo, Pedro Thomáz (Pedro Chinês) e Maicon Assis; Matheus Lagoa, Gilvan e Jeferson Victor (Júlio Ferrari).

João Vitor; Guilherme Lucena, Flávio Nunes, Marcelo Duarte e Herick Maceió (Leozinho); Gustavo Henrique (Rafael), Alexandre Aruá e Carlos Vitor (Daniel Costa); Maycon Rangel (Arthur Santos), Lucas Lopeu (Gabriel Popó) e Luis Henrique.

Por: Agência Futebol Interior, 03/07/2023



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE