Djokovic anuncia que testou positivo para o novo coronavírus

| YAHOO


O líder do ranking mundial do tênis, o sérvio Novak Djokovic, anunciou nesta terça-feira que testou positivo para o novo coronavírus, ampliando a lista de jogadores infectados após o torneio de exibição, Adria Tour, que organizou nos Bálcãs.

"Novak Djokovic deu positivo para COVID-19", afirma um comunicado divulgado pela equipe do sérvio. O texto acrescenta que o tenista não tem nenhum sintoma.

Três tenistas que participaram no Adria Tour, que começou em meados de junho, já haviam apresentado resultado positivo: o búlgaro Grigor Dimitrov (19º mundial), o croata Borna Coric (33º) e o sérvio Viktor Troicki (184º).

"Após a chegada a Belgrado (procedente de Zadar, Croácia, onde foi disputada no sábado e domingo a segunda etapa do torneio), fizemos o teste. O meu e o de Jelena (sua esposa) deram positivo. Os das crianças deram negativos", afirma Djokovic no comunicado.

O número 1 do ranking mundial afirmou que está "completamente desolado por cada caso individual de contaminação".

"Espero que o número de infectados não aumente", completou.

"Tudo o que fizemos no último mês, fizemos de todo o coração e com intenções sinceras", acrescentou o sérvio, ao recordar que o torneio foi organizado "com a ideia de ajudar os tenistas da região, de criar condições para que joguem e para que tenham uma renda com o objetivo de superar mais facilmente este período difícil".

Uma arena lotada, com praticamente todos os espectadores sem máscara e jogadores se abraçando na quadra, jantando juntos sem nenhuma medida de precaução e uma festa em uma discoteca na qual foi possível observar Djokovic e Dmitrov, entre outros, sem camisa, além de partidas de basquete sem restrições: estas foram as imagens registradas durante a etapa de Belgrado (13 e 14 de junho) do Adria Tour.

Nenhum ato estava contra as regras determinadas pelas autoridades de saúde da Sérvia, país que organizou eleições legislativas no domingo passado.

"Organizamos o torneio no momento em que o vírus perdia força, acreditando que estavam reunidas as condições para sua realização", insistiu Djokovic no comunicado.

Também afirmou que a ideia era enviar "mensagens de solidariedade, de respeito e de fair-play".

Campeão do Aberto da Austrália em janeiro, o sérvio anunciou que permanecerá isolado durante 14 dias e que fará um novo teste em cinco dias.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE