Sem Brasil, Fórmula E anuncia calendário da próxima temporada com 14 etapas

| MSN


Fórmula E anuncia calendário da próxima temporada. Divulgação/Fórmula 1

A direção da Fórmula E divulgou nesta sexta-feira o calendário da próxima temporada. O campeonato 2020-2021 terá 14 etapas, com início em Santiago e fim em Londres, e novamente sem a presença do Brasil. Há ainda uma data sem local definido na competição, que será toda realizada em 2021.Com aprovação da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), a sétima temporada do campeonato de carros elétricos terá início em 16 de janeiro, na capital chilena. De lá, seguirá para a Cidade do México, em 13 de fevereiro. No mesmo mês, a cidade saudita de Diriyah vai receber uma rodada dupla, nos dias 26 e 27.

Em seguida, os destinos serão Sanya, na China (13 de março); Roma, na Itália (10 de abril); Paris (24 de abril), Mônaco (8 de maio) e Seul, na Coreia do Sul (23 de maio). A prova agendada para o dia 5 de junho ainda está sem local definido.

Na sequências, os pilotos vão correr em Berlim (19 de junho), Nova York (10 de julho) e em Londres, encerrando o campeonato com uma rodada dupla, nos dias 24 e 25 de julho.

O Brasil já esteve perto de entrar no calendário da F-E por duas vezes, com Rio de Janeiro e São Paulo. Mas, de última hora, as provas foram canceladas. Belo Horizonte e Brasília também já demonstraram interesse em sediar uma corrida da categoria.

Com dois títulos na F-E, o Brasil já tem tradição na competição. Atualmente, há dois pilotos no grid: Lucas Di Grassi (um dos campeões brasileiros) e Felipe Massa.

ATUAL TEMPORADA
O anúncio do novo calendário acontece apenas dois dias depois de a direção da F-E definir a solução para "resolver" o campeonato atual, totalmente afetado pela pandemia do novo coronavírus. A organização decidiu resumir o resto da temporada em apenas uma cidade: Berlim. O Aeroporto Tempelhof sediará seis corridas, em três rodadas duplas, em um intervalo de apenas nove dias em agosto.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE