Um dos nomes certos para reforçar o time da Escola Flamengo/Dourados, polo dois, que entra em funcionamento a partir de primeiro de maio, do ano em curso, é do professor Moacir Amorim. Ex-atleta profissional, Moacir atuava como lateral esquerdo na década de oitenta, quando chegou em Dourados, procedente de Londrina, Paraná, para defender o Ubiratan Esporte Clube.

Como jogador participou de elencos memoráveis do Leão da Fronteira, porém foi como técnico de futebol sua maior conquista - o primeiro título profissional do Ubiratan, ao vencer o Naviraiense em Dourados pela contagem mínima e triunfar na casa do adversário após empate em abertura de contagem.

Com vasta experiência nos gramados, sempre fez parte em comissões técnicas, como treinador de goleiros. Na Funed compartilhou experiências com vários garotos que sonhavam ser goleiros de futebol profissional. Em face dos bons trabalhos desenvolvidos com jovens talentos foi convidado para fazer parte na preparação de base da Escola Flamengo/Dourados, Polo Dois, na Rua Ponta Porã, no Jardim Guanabara, antigo espaço Galo.

O profissional está confiante no trabalho a ser desenvolvido, acreditando que com um trabalho sério poderá revelar novos nomes para o futebol. “Aceitei mais esse desafio por acreditar e apostar na gestão dos diretores da EFD que com certeza em curto espaço de tempo o projeto vai colher frutos”, assinala.

Segundo Moacir Amorim, os treinos vão acontecer para garotos a partir dos quatro anos de idade de segunda a sexta-feira, respeitando o planejamento desenvolvido por profissionais do Clube de Regatas Flamengo do Rio de Janeiro.

Para Jhonatan Nunes, o Saci, a escolha se deu pela experiência dele (M.A) por tantos anos no futebol profissional, especialmente na área de preparação de goleiros, que é uma área deficiente no futebol Douradense.

Em maio a Escola Flamengo/Dourados completa o seu primeiro aniversario de funcionamento. A unidde um fica localizad nos altos da Avenida Presidente Vargas, saida para Itaporã.

Moacir Amorim era o comandante do ubiratan Esporte Clube no primeiro titulo da hitoria do clube, em 1990, diante da Sociedade Esportiva Naviraense, quando venceu o jogo de ida em Dourados pela contagem minima, tento assinalado pelo atacante Tadeu e em Navirai, segurou resultado de empate sem abertura de contagem.