Casos de Covid-19 em reserva indígena passam de 100

| DIáRIO DIGITAL / DA REDAçãO


(Foto: Divulgação / Dourados News)

Os casos de coronavírus avançam exponencialmente na reserva indígena de Dourados. Já são 102 pessoas infectadas no local, conforme os últimos dados divulgados pela prefeitura do município, em boletim epidemiológico.

O total de registros corresponde a pouco mais de 7% das pessoas infectadas no município, que somam 1.292 ao todo. O primeiro caso confirmado de coronavírus na reserva indígena foi registrado no dia 13 de maio. Diante disso, é possível notar que em pouco mais de um mês, o vírus se espalhou de forma muito rápida entre os indígenas.

Logo após o registro da primeira pessoa infectada, no dia 13 de maio, já no dia 21 de maio, o total de casos confirmados do vírus no local chegava a 30. No primeiro dia de junho, o número já havia mais que dobrado, sendo 62 confirmados.

Há uma semana (dados do dia 09 de junho), o total era de 78.  Com isso, o aumento de casos foi de 24 em sete dias. O avanço da doença gera preocupação diante da maior população indígena do Estado, cerca de 17,3 mil.

A Secretaria de Estado, secretaria Municipal de Saúde de Dourados, o DSEI (Distrito Sanitário Especial Indígena) tem encaminhado a realização de testes do coronavírus no local.

Para apoiar na contenção do vírus, lideranças indígenas locais, proibiram ambulantes de circular nas aldeias.  Com o mesmo foco, uma barreira sanitária foi montada na aldeia Panambizinho.

A reserva indígena é impactada negativamente há anos pelo precário abastecimento de água e isso tem dificultado colocar em prática as orientações de prevenção contra o coronavíruss, já que a limpeza constante das mãos é um dos direcionamentos da prevenção.

(Com informações: Dourados News)



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE