Tribunal de Justiça realiza o 11º curso de formação de conciliadores

Essa é a quarta edição neste ano, resultando na capacitação de 48 conciliadores em 2022.

| SECOM/TJMS


Foto: Divulgação

Ministrado em Campo Grande, no Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), de 3 a 7 de outubro, visando de fornecer qualificação permanente para formação de novos conciliadores judiciais e oferecer atendimento qualificado às pessoas que buscam soluções autocompositivas, o Tribunal de Justiça, por meio do Nupemec e em parceria com a Escola Judicial de MS (Ejud), realizou o 11º curso presencial de formação de coonciliadores. 


Sob o comando dos instrutores Nilton César Antunes da Costa e Andreia de Lima Duca Bobadilha, nos períodos matutino e vespertino, cumprindo as 40 horas-aula do módulo teórico, o curso teve a participação de 11 alunos. O conteúdo oferecido possibilitou a imersão dos participantes nos conceitos teóricos e nas boas práticas da conciliação por meio de simulações, oportunizando o compartilhamento de experiências e esclarecimento de dúvidas sobre a aplicação prática das técnicas autocompositivas. 


Essa é a quarta edição neste ano, resultando na capacitação de 48 conciliadores em 2022. Além da etapa teórica, os alunos terão um ano para concluir o módulo prático de 60 horas-aula, composto por 30 audiências reais e uma supervisão para se tornarem conciliadores e mediadores judiciais.


O coordenador do Nupemec, desembargador Ruy Celso Barbosa Florence, recepcionou os participantes e destacou a importância do trabalho da conciliação judicial. “Esse curso vai capacitá-los a ajudar as pessoas a tratarem adequadamente seus conflitos, com empatia, empoderamento e autorresolução. Tudo para que os envolvidos sejam os protagonistas das soluções encontradas. Uma verdadeira mudança de paradigma conduzida por vocês”, disse ele.


O Nupemec do Tribunal de Justiça de MS é reconhecido pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam) para realização de cursos de formação de conciliadores e mediadores judiciais e esse reconhecimento possibilitou capacitações mais efetivas para a realidade sul-mato-grossense.


A meta para 2022 do Nupemec é oferecer, em parceria com a Ejud, o módulo teórico a 164 participantes de todo o Estado, além de mais 48 vagas em cursos de atualização de procedimentos para mediadores e conciliadores que já atuam.