Eu reunião com professores na Fetems, Riedel reforça compromisso de equiparar salários de concursados e convocados

| PANORAMADOMS


“Vou manter o diálogo fraco e transparente com a categoria como governador”, prometeu Eduardo Riedel
Eduardo Riedel, candidato ao governo do Estado pela Coligação Trabalhando Por Um Novo Futuro (45), foi convidado pela maior federação de trabalhadores de educação de Mato Grosso do Sul, a Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de MS), para apresentar seu plano de governo e propostas para a categoria, na tarde desta quinta-feira (6), onde aproveitou para reforçar seu compromisso de equiparar, em seu governo, o salário de professores convocados e concursados.

“Esse mês o salário do professor efetivo vai para R$10.383,00, 25% de aumento, uma conquista da categoria, mas fica difícil comemorar quando convocado tem 50% abaixo. Eu quero maior salário da categoria de professores do Estado que vou governador, isso me enche de orgulho, e eu quero para todos”, afirmou Eduardo Riedel.

Riedel explicou que é preciso ter propostas claras, com estratégias e ações que alavanquem o crescimento do Estado e, consequentemente, a arrecadação, e se comprometeu a manter ele, enquanto governador do Estado, o diálogo com a categoria.

“O outro candidato sequer teve o respeito de vir aqui para dizer que não ia assinar a carta, poderia não assinar e falar para a categoria. Eu vim aqui debater a agenda e a pauta e assino porque é possível avançar”, afirmou Riedel.

A presidente da Fetems, Deumeires Moraes, destacou a importância da participação dos candidatos ao governo nas discussões com a entidade que representa os mais de 32 mil profissionais da educação do Estado.

“O anseio da categoria é que o futuro governador cumpra as reivindicações e se comprometa com a implantação das nossas metas. A Fetems tem as suas bandeiras de lutas, que são reinvindicações que atendem a melhoria da educação pública e também do trabalhador e trabalhadora em educação. Precisamos garantir que os futuros administradores públicos assumam a responsabilidade com a nossa categoria”, frisou Deumeires.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE