Procon encontra diferença de 400% nos preços de produtos típicos do Dia das Crianças

Levantamento observou que 14 brinquedos apresentaram diferença superior a 100% entre o maior e menor valor dos itens

| ASSESSORIA


(Foto: Reprodução – Fernando Frazão/Agência Brasil)

A Prefeitura de Dourados, por meio do Procon Municipal (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor), realizou nos dias 5 e 6 de outubro, pesquisa comparativa de preços dos brinquedos, produtos tipicamente mais procurados pela população no período do Dia das Crianças. A diferença entre o maior e menor preço de determinado item, encontrada pelos fiscais nos seis estabelecimentos visitados chega a 443,32% e corresponde ao carrinho com controle remoto. O produto era vendido a R$ 19,90 em uma loja e foi encontrado custando R$ 108,12 em outra.

A segunda maior variação também ultrapassa os 400% e foi verificada nos jogos de dominó. O menor preço praticado era de R$ 14,99 e o maior, R$ 79,99. A diferença no valor absoluto corresponde a R$ 65 e exatos 433,62% no percentual.

Os seis estabelecimentos comerciais visitados pelos fiscais estão localizados na área central de Dourados, inclusive no shopping. O Procon destaca que existem diversos fabricantes no segmento e cada um oferece ao consumidor vários tipos e modelos de brinquedos. “É interessante que o consumidor analise a tendência geral de preços praticados, já que eventualmente um mesmo local pode apresentar o preço mais alto para um item e para outros ter valores mais convidativos”, comenta em nota o diretor do órgão, Antônio Marcos Marques.

O Procon recomenda que, ao escolher um brinquedo, o consumidor faça uma criteriosa pesquisa de preços, levando em consideração o custo-benefício do deslocamento e a qualidade do produto e verifique se o item traz informações adequadas, claras e em língua portuguesa sobre suas características, qualidades, quantidade, origem, composição, preço e garantia.

Além disso, vale a pena examinar se na embalagem consta o selo de certificação do Inmetro, que indica que o produto foi fabricado e comercializado de acordo com as normas técnicas e apurar se constam ainda a descrição exata dos itens inseridos, identificação do fabricante ou do importador, eventuais riscos que possam apresentar à criança, a faixa etária ou idade a que se destina e instruções de uso e de montagem.

Procon

Em caso de dúvida ou reclamação basta entrar em contato pelos telefones 151, 3411-7792 e 2222-1650 ou enviar mensagem para o e-mail: [email protected].

Também existe o link oficial de reclamações e denúncias, você pode acessar clicando aqui.

Confira a pesquisa completa: