Incentivadas pela Prefeitura, micro e pequenas empresas correspondem a quase 90% dos negócios da cidade

Setor é um dos mais importantes na geração de emprego e renda das famílias douradenses

| ASSESSORIA


Nesta quarta-feira, 5 de outubro, é celebrado o Dia Nacional da Micro e Pequena Empresa, comemoração associada à data da criação do estatuto do setor, em 1999. De acordo com a Receita Federal, das 28.332 empresas ativas no município, 25.398 correspondem a pequenos negócios entre microempreendedores individuais e microempresas, representatividade 89,4%.

O prefeito Alan Guedes destaca a importância do setor para o movimento econômico do município. “As pequenas empresas representam grande parte dos postos de trabalho direto em nossa cidade. É de fundamental importância e temos olhado para esse setor com carinho e pretendemos fomentar ainda mais com políticas públicas para consolidar a geração de emprego e renda para as famílias de Dourados'.

Uma das ações promovidas pela Prefeitura de Dourados e para incentivar as micro e pequenas empresas em parceria com Sebrae é o programa Cidade empreendedora que capacita empreendedores e busca melhorias para o setor. Outra ação é a participação na Redesim (Rede Nacional para a Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios), que visa promover de forma simultânea, o registro na Junta Comercial, a emissão do Alvará de Localização e Funcionamento e a inscrição cadastral de nos âmbitos federal, estadual e municipal.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Cleriston Recalcatti, explica que o processo contribui na desburocratização dos serviços, acelerando o processo de abertura de empresas em Dourados. “O grande objetivo é proporcionar um tratamento diferenciado às micro e pequenas empresas de Dourados. O município de tem um prazo médio de cinco dias para abertura de uma microempresa, com atividade considerada de baixo impacto. Desta forma, contribuímos para a geração de novos postos de trabalho, consequentemente promovemos o desenvolvimento econômico do município'.

A representatividade das micro e pequenas empresas em Dourados se reflete também por todo o Brasil, em 99% dos negócios ativos são desse setor, segundo o diretor de operações do Sebrae/MS, Tito Estanqueiro. “Os pequenos negócios têm uma dinâmica muito própria, e a economia sul-mato-grossense está alicerçada neles. No mês de agosto, das 4.439 vagas de emprego no estado, 3.044 foram geradas pelas microempresas e pequenos negócios. Na medida que temos uma retomada da economia vemos a recomposição de empregos no setor, isso mostra que os pequenos negócios são a sustentação da nossa economia'.