'Ombros gigantes vão nos levar ao 2º turno”, diz Barbosinha a multidão

| ASSESSORIA


José Carlos Barbosa (Barbosinha) Foto: JOão Garrigõ

“Se chegamos até aqui, foi pela força de Deus e a vontade do povo, carregados nos braços de vocês que nos acolheram em suas casas, empresas, no comércio durante nossas caminhadas e nas visitas diárias, e são esses ombros gigantes que vão nos levar ao segundo turno” das eleições para governador em Mato Grosso do Sul.
Com esse reconhecimento, o deputado Barbosinha (PP), candidato a vice-governador na chapa encabeçada por Eduardo Riedel (PSDB), agradeceu à multidão que lotou o espaço do clube Ubiratan, na noite desta quinta-feira (29), durante concentração de candidatos e partidos das chapas proporcionais que formam “esse grupo vitorioso”, como saudou às mais de 3.000 pessoas presentes no local.
Barbosinha disse que ele e Riedel se preocuparam, durante a campanha, em discutir o futuro de Mato Grosso do Sul. “Nossa caminhada é feita em cima de propostas, compromissos, temos um projeto de Governo para o Estado, focado na atração de novas indústrias, no incentivo ao primeiro emprego, na valorização da mulher, idosos e crianças, na inclusão racial e social, sem olhar pra trás”, discursou o candidato a vice-governador.
Presentes ao ato político de Dourados, o deputado Zé Teixeira e a vereadora Lia Nogueira, ambos do PSDB e candidatos à Assembleia Legislativa nas eleições deste ano, concordam que “tudo o que o governador Reinaldo Azambuja fez até agora por Dourados e pelos municípios do Estado não poderia ter um desfecho melhor que não fosse a formação dessa chapa Riedel-Barbosinha, que contempla o técnico e o político e resgata a representatividade do interior no Governo”.
Também os candidatos a deputado federal Walter Carneiro Júnior (PP) e Kelyana Fernandes (PSDB) pediram para o público presente que faça chegar, nesses dois dias – a sexta-feira e sábado que antecedem ao dia das eleições – “aos seus amigos e vizinhos, parentes e colegas de trabalho, essa mensagem de futuro e compromisso, porque o Riedel foi o único dos oito candidatos a governador que veio buscar em Dourados e nessa região o nome mais preparado para ajudar a construir o Mato Grosso do Sul do futuro, escolhendo Barbosinha para ser o vice”.