Tarde de brincadeiras promove integração para crianças autistas

Parceria entre Grupo Amar, Corpo de Bombeiros e Shopping Campo Grande levou diversão e atividades radicais

| ASSESSORIA/GRUPO SATO


Uma tarde repleta de brincadeiras, cãezinhos fofos e aventuras. Foi assim o sábado de dezenas de crianças com Transtorno de Espectro Autista (TEA) e suas famílias, graças a uma parceria entre a Associação de Pais e Amigos do Autista de Campo Grande/MS (AMA), o Corpo de Bombeiros e o Shopping Campo Grande, que levou pula-pula, piscina de bolinhas, escalada, tirolesa, cãoterapia, pintura facial e atividades lúdicas especialmente desenvolvidas para os pequenos com sensibilidade sonora, visual e de interação social. O evento foi aberto ao público, com a participação de todas as crianças.

Para a gerente de marketing do Shopping Campo Grande, Ana Paula Faustino, o papel do shopping é justamente esse, de promover integração e lazer a todos, independente de quaisquer restrições. “Esse evento tem como objetivo inserir as crianças autistas junto à sociedade, mostrando que elas também têm direito à diversão de forma segura e saudável”, afirma a gerente. Recentemente, foram inauguradas no shopping vagas exclusivas para os autistas no estacionamento, com um espaço colorido e reservado especialmente a famílias com integrantes que sejam autistas. “Criamos um espaço com a ajuda do artista Dan, que usou a simbologia que representa o autismo, para chamar a atenção da sociedade para a importância de acolhê-los”, lembra Ana Paula. 

“Na verdade, estamos sendo incluídos pela sociedade autista, e não o contrário”, revela o aspirante a oficial do Corpo de Bombeiros de Mato Grosso do Sul, Max Sousa Tosta. Ele, que também tem um filho autista, comandou a operação na tarde de sábado, como parte de um esforço para serem elaborados novos protocolos de atendimento dos bombeiros em situações de perigo que envolvem pessoas com TEA. “Além de aprender a melhor forma de abordar e atender alguém neurodivergente, também queremos estabelecer um laço de confiança, principalmente com as crianças autistas, para que num momento de urgência eles saibam que podem confiar em nós”, explica o aspirante. 

Campo Grande é a segunda cidade do Brasil a realizar eventos especialmente voltados para o público autista, segundo a professora da Unigran, Renata Belchior de Barros, que foi responsável por levar turmas de Odontologia e Educação Física para promover atividades lúdicas com pacientes especiais, entre eles, indivíduos com TEA. “Trouxemos jogos interativos sensoriais, que ao mesmo tempo promovem inclusão e ensinam boas práticas, como a escovação correta dos dentes”, informa a professora. 

De acordo com a assistente social da AMA, Divina Márcia Rufino Oruê, eventos como esses só tendem a beneficiar famílias que convivem com o autismo. “Muitos pais tinham medo de trazer os filhos a espaços públicos pelo barulho e aglomeração de pessoas, que podem desencadear crises, fora os olhares de reprovação e o constrangimento provocado pelo estigma. Em eventos voltados para eles, fica mais fácil a adaptação”, explica Divina. 

O evento foi realizado no estacionamento em frente à Academia Fórmula com o Corpo de Bombeiros coordenando as atividades e dentro do Shopping, em um espaço montado em frente à H.Stern, com participação de educadores e acadêmicos da Uniderp.

No final da tarde recreativa, a banda do Corpo de Bombeiros também fez uma apresentação especial na praça central do Shopping Campo Grande, com os instrumentos musicais em volume mais baixo, de modo a não ferir a sensibilidade auditiva dos autistas, para que todos pudessem apreciar a música. 



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE