Nova esmagadora de soja em Bataguassu gera empregos e alavanca economia local, garante governador

| ASSESSORIA


Geração de empregos e desenvolvimento regional. Com este lema o governador Reinaldo Azambuja participou, nesta terça-feira (20), da inauguração da nova Esmagadora de Soja em Bataguassu. O empreendimento vai gerar 120 novos empregos, em um investimento de R$ 18 milhões.

O grupo empresarial “Sodrugestvo” está reativando a planta da antiga “Soceppar”, retornando as atividades para esta indústria, que agora será administrada pela Aliança Agrícola do Cerrado. A Esmagadora vai produzir 375 mil toneladas de farelo de soja, 100 mil (toneladas) de óleo degomado e 15 mil de casca de soja.

"Em menos de um mês fizemos duas inaugurações importantes na cidade. Hoje temos a reativação de uma planta parada há 12 anos. Isto consolida a nossa política de troca de impostos por empregos. Este programa inclusive é copiado por vários estados", afirmou o governador.

Ele destacou que esta cadeia produtiva é importante ao Estado. "Aqui por exemplo é uma indústria que agrega valor a matéria prima. Gerando 120 empregos diretos e mais 400 indiretos. O Estado cria as condições positivas para atrair investimentos privados", declarou.

O diretor do Grupo Empresarial, Danilo Dalia Jorge, destacou que a planta já vem em ação desde junho. "Este projeto entra no nosso novo foco que é aumentar o processamento e assim gerar mais empregos. Tudo começa com a análise tributária e tivemos ótima recepção do Governo, que apoiou o projeto e mostrou ter dinamismo, além de valorizar o emprego e o agronegócio".

Investimento privado

Bataguassu recebe em menos de 30 dias o segundo empreendimento industrial na cidade, já que em 26 de agosto foi inaugurada uma fábrica de hambúrguer do Grupo Marfrig. Estes novos investimentos privados trazem empregos, geração de renda e novos rumos na economia da região.

A esmagadora de soja vai funcionar em uma área construída de 14,2 mil metros quadrados. Assim consolida a política industrial do Estado, que tornou Mato Grosso do Sul o 5° maior exportador de produtos derivados da soja do Brasil, sendo uma potência no setor.

“ Esta é a oitava fábrica esmagadora de soja no Estado, em 2015 eram apenas cinco. Isto é resultado da nossa política de empregos”, afirmou o superintendente de Industria e Comércio, Bruno Gouveia Bastos.

O prefeito de Bataguassu, Akira Otsubo, ponderou que a vinda da empresa teve muita agilidade do poder público. "Sempre disse que seríamos parceiros no que fosse necessário. Agradeço ao governador pela prontidão em nos receber e viabilizar o que competia ao Estado".



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE