60% dos brasileiros não usam nenhum tipo de proteção no dia a dia

| ASSESSORIA


Um ato simples, mas que pode fazer toda a diferença na pele. O uso do protetor solar diariamente pode prevenir doenças de pele causadas pelo sol como o temido câncer, pequenas lesões, melasma e outras manchas. A orientação é quanto mais cedo uma pessoa iniciar o uso de protetor solar, menores os danos na pele ao longo dos anos.

“O protetor solar possui uma fórmula química com estruturas moleculares capazes de criar uma barreira física, impedindo que os raios solares de alta energia, como a radiação ultravioleta, atinja o DNA presente no núcleo da célula. A ação dos raios UV sobre as células, em específico ao genoma, estão entre as principais causas de desenvolvimento do câncer, bem como o envelhecimento precoce da pele. Para melhor aproveitamento, recomenda-se ainda que o protetor seja aplicado pelo menos 30 minutos antes de se expor ao sol”, pontua o doutor em genética, biologia molecular e professor do curso de Farmácia da faculdade Anhanguera, Lucas R. Pessatto.

O especialista ressalta que os raios solares estão presentes tanto no verão quanto no inverno, e até mesmo nos dias nublados, portanto deve ser um hábito diário durante qualquer estação ou clima. “É indicado usar protetor independente da época do ano. As pessoas com pele mais clara, que apresentam menos produção de melanina (proteína que dá cor aos pelos e protege as células contra as ações nocivas da radiação solar), devem optar por protetores solares com FPS maior”, orienta.

De acordo com dados da Campanha Nacional do Câncer da Pele da SBD realizada ano passado, mais de 60% dos brasileiros não usam nenhum tipo de proteção no dia a dia. O professor recomenda a aplicação correta do protetor em uma camada uniforme do produto, o que deve ser repetido a cada 2 horas para a máxima proteção, especialmente após o contato com a água do mar ou da piscina ou sudorese em excesso.

O especialista preparou algumas dicas de cuidados com a pele. Confira:

Passar o protetor solar na pele ainda seca, pelo menos 30 minutos antes da exposição solar;
Reaplicar o protetor solar a cada 2 horas ou após o banho;
Escolher um protetor solar específico para as necessidades de cada pele;
Usar também protetor labial e um protetor solar próprio para o rosto;
Passar o protetor por todo o corpo de forma uniforme, cobrindo também os pés e as orelhas;
Evitar ficar muito tempo diretamente exposto ao sol e quando o índice da radiação ultravioleta é maior e mais danoso.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE