Abel Ferreira e Dorival Júnior comandam os ataques de mais de 100 gols de Palmeiras e Flamengo

No duelo entre líder e vice-líder do Campeonato Brasileiro, estão frente a frente também os dois melhores ataques do futebol brasileiro, os únicos com mais de 100 gols na temporada

| LANCE! / LANCE!


O Palmeiras, de Abel Ferreira e Veiga, recebe o Flamengo, de Dorival e Pedro, no Allianz (Foto: Anderson Martins/L!)

O encontro do líder e vice-líder da Série A do Brasileirão, por si só, já faria o jogo entre Palmeiras e Flamengo ser aguardado com grande expectativa. Porém, a partida deste domingo, às 16h no Allianz Parque, reúne elementos que tornam a expectativa ainda maior. Palmeiras e Flamengo são os únicos times da elite nacional com mais de 100 gols no ano, por exemplo, e os técnicos Abel Ferreira e Dorival Júnior, dentro de suas características, têm grande influência nisso.

+ Palmeiras x Flamengo: o que mudou desde o encontro no 1º turno

O Verdão já marcou 108 gols em 54 partidas no ano, com uma média de quase dois tentos por jogo. A fama de “reativo' que carrega o português acaba sendo descredibilizada quando números são colocados em pauta. O time paulista tem as melhores médias de chutes por partida, sendo 16,8, e em chutes certos a gol, com 6,6. Por outro lado, o Flamengo precisou de uma mudança no comando técnico para reencontrar o bom futebol e suas características ofensivas. A equipe soma 103 gols em 54 jogos no ano - sendo 42 gols em 20 atuações desde a chegada de Dorival Júnior, em junho. 

Apostando em Raphael Veiga, Scarpa, Dudu, Rony e Flaco López na frente, Abel Ferreira tenta criar o maior volume de jogo possível longe de uma defesa que é sólida, mas que também precisa ser poupada. - A nossa equipe é um pouco 'retranqueira'. Só jogamos atrás. Essa equipe não cria oportunidades de gol, não joga, não propõe, não ganha, não bate recordes. Todos deveriam saber, principalmente os mais velhos, que é completamente diferente de se jogar dentro ou fora de casa. Quem analisa e quem comenta precisa analisar isso. Quanto à nós, se for preciso criar duas, cinco, dez chances de gol, nós vamos criar - já ironizou o treinador português em entrevista.

A formação do Flamengo está indefnida uma vez que o time tem uma sequência de decisões pelas Copas pela frente, mas a tendência é de que Everton Ribeiro, Arrascaeta, Gabi e Pedro estejam em campo. Com tamanha facilidade para marcar gols desses atletas, Dorival Júnior também destaca a importância da segurança defensiva do Fla. - É estimulado pela sequência de trabalhos, pela sequência de treinamentos, que são corretivos, de momento, de posicionamento, isso tem nos dado segurança. A partir disso, você tem um ataque que faz gols a qualquer momento. Você passa a acreditar que focado naquilo que está acontecendo, a equipe acaba achando o gol - disse.

Os números dos ataques de Palmeiras e Flamengo na temporada: Palmeiras: 108 gols em 54 partidas (média de 2 gols por partida) Flamengo: 103 gols em 54 partidas (média de 1,9 gols por partida) Marcas: - Os dois melhores ataques da Série A do Brasileirão, com 37 gols - Palmeiras (145)  e Flamengo (139) são os que mais finalizam no BR - Únicos clubes da elite que ultrapassaram os 100 gols em 2022 Artilheiros na temporada: Palmeiras: Raphael Veiga (20), Rony (18) e Gustavo Scarpa (9) Flamengo: Gabigol (22), Pedro (20) e Arrascaeta (11)



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE