Corrida do Pantanal com inscrições abertas e vai acontecer em 9 de outubro

| ESPORTEMS


Dirigentes assinaram parceria para competição (foto-acs)

A corrida de rua que mora no coração do sul-mato-grossense está de volta. É a Corrida do Pantanal, que chega para ocupar o lugar da Volta das Nações, evento que fez parte da história de vida de milhares de atletas, sejam amadores ou profissionais e que será realizada no dia 9 de outubro, em Campo Grande.

Sesi e TV Morena retomam a parceria para promover a tradicional corrida de rua, agora com novo nome, que valoriza ainda mais nossas riquezas naturais. Nesta segunda-feira (15/08), o Edifício Casa da Indústria ganhou pista de corrida, linha de chegada e pódio para receber parceiros, diretores do Sistema Indústria e convidados ao lançamento da Corrida do Pantanal.

A assinatura do termo de parceria entre Sesi e TV Morena marcou a retomada da principal prova de rua do calendário de atletismo do Estado. Ao fazer a abertura do evento, o presidente da Fiems, Sérgio Longen, destacou a importância de retomar a prova como forma de divulgar as riquezas de Mato Grosso do Sul para o Brasil e o mundo.

“É um novo tempo. Entendemos que essa corrida trouxe um sucesso muito grande para o Estado. Nosso Pantanal está na moda, e mais do que tudo queremos com essa corrida dar oportunidade para que as pessoas conheçam o Pantanal em nível regional e nacional. Essa parceria com a TV Morena é uma realidade e tenho certeza de que com a Corrida do Pantanal faremos a diferença', afirmou Longen.

Para 2022, são previstas três provas: caminhada de 5 km e corridas de 7 km e 15 km. O ponto de partida e chegada será o Bioparque Pantanal, o mais novo cartão-postal de Campo Grande. Já os percursos contornam o Parque das Nações Indígenas e adentram o Parque dos Poderes, em uma das regiões mais arborizadas da capital.

O diretor-geral do Rede Mato-Grossense de Comunicação, Nicomedes Silva Filho, ressaltou que a TV Morena irá trabalhar para, mais uma vez, fazer história por meio do esporte, em conjunto com o Sistema Fiems.

“Depois de um período tão complicado, com dois anos de incertezas e vidas perdidas pela pandemia, retomar esse evento é um sinal de esperança e crença no futuro do nosso Estado e do país. Vamos somar forças para elevar o nome de Mato Grosso do Sul e divulgar nossas belezas, riquezas, culturas e a nossa gente pelo Brasil e pelo mundo afora', disse Nicomedes.

Com assessoria