Quando a ultrassonografia musculoesquelética em pequenos animais é indicada?

| SHOP VETERINáRIO


A Ultrassonografia musculoesquelética em pequenos animais vem gerando muito interesse na medicina veterinária, graças aos seus diversos benefícios. Entre suas principais vantagens, está o fato de possibilitar a aquisição de imagens de qualidade em tempo real que contribuem para um diagnóstico precoce e preciso.

Além disso, a ultrassonografia é um exame não invasivo, prático, versátil, seguro, indolor, não emite radiação ionizante e possui um preço muito mais acessível quando comparada aos outros métodos de imagem, como a ressonância magnética. 

Apesar de suas diversas vantagens e possibilidades, seu uso ainda é mais comum nos equinos, o que mostra a necessidade de mais aperfeiçoamento na prática clínica de pequenos animais. 

Se você tem interesse pelo assunto e deseja saber como funciona a ultrassonografia musculoesquelética em pequenos animais, continue a leitura e veja também as principais aplicações dessa técnica. Confira!

Como funciona a ultrassonografia musculoesquelética em pequenos animais

A ultrassonografia é um método confiável para o estabelecimento de um diagnóstico preciso. Além disso, desempenha um papel muito importante no monitoramento de doenças, na avaliação de danos, no tratamento e não exige sedação do paciente.

A técnica ultrassonográfica se baseia na interação de som e tecido. Ou seja, a partir da transmissão ou reflexão de onda sonora pelo meio, é que se observa as propriedades mecânicas dos tecidos.

Os transdutores são os responsáveis pela geração das ondas ultrassonográficas. Eles podem converter energia elétrica em mecânica (sonora), ou vice-versa.

Assim, as imagens ultrassonográficas são obtidas através de pulsos sonoros que são transmitidos para dentro do organismo e refletidos em forma de eco. Esse som refletido é então processado por um computador produzindo uma fotografia ou uma imagem em movimento. 

O maior desafio desse exame nos sistemas muscular e esquelético é a identificação de uma janela acústica apropriada. Para ajudar o examinador, o indicado é realizar a manipulação da articulação durante a varredura, buscando informações sobre a dinâmica articular.

O modelo, a configuração e a frequência do transdutor e do aparelho devem ser escolhidos de acordo com a localização da estrutura que será avaliada e o tamanho do animal.

Aplicações da ultrassonografia musculoesquelética

A ultrassonografia musculoesquelética pode ser utilizada para realizar exames de diferentes segmentos do sistema músculo-esquelético como ombro, cotovelos e ossos longos.

É útil na avaliação de ligamentos, tendões, fáscias, músculos, cistos, nodulações de diversas estruturas do corpo do animal. Fornece informações vasculares e serve como guia para realizar procedimientos intervencionistas.

O método também permite a avaliação dinâmica dos pacientes. Isso pode melhorar a interpretação de achados observados em uma imagem estática, por exemplo. 

Além disso, é bem aceita pelos animais, sendo uma alternativa para os casos em que a contenção química pode gerar risco à vida do paciente. 

Existem muitas aplicações da ultrassonografia no sistema musculoesquelético de pequenos animais, a seguir identificamos algumas delas:

Avaliação anatômica do segmento cervical da coluna vertebral

É bastante comum encontrar alterações na coluna vertebral de cães na rotina clínica e cirúrgica veterinária.

Nestes casos, a varredura ultrassonográfica permite a visibilização da musculatura da região, de processos articulares e espinhosos, ligamentos interespinhosos e ligamento amarelo na janela lombossacra. Além de possibilitar a identificação de lesões musculares e ligamentares.

Sendo assim, pode ser usada para complementar exames radiográficos, fornecendo dados adicionais, ou mesmo para substituir a ressonância magnética e tomografia computadorizada, em regiões onde elas não estejam acessíveis.

Reumatologia

A técnica ultrassonográfica também é uma aliada na prática reumatológica podendo ser usado para identificar alterações nas articulações, nas diversas doenças reumáticas como artrose, artrite, osteoartrose e osteoartrite.

Também é útil para os pacientes que já estão em tratamento, como complemento da avaliação clínica reumatológica, para aumentar a precisão em procedimentos intervencionistas e para estabelecer um tratamento mais adequado.

Avaliação da articulação do ombro

O exame ultrassonográfico da articulação do ombro é muito importante para obter informações sobre os tecidos moles dessa articulação, servindo para complementar as informações obtidas pela radiografia.

Esse exame deve incluir a escápula, burça bicipital, tubérculos supraglenoidal e do úmero, tendão do bíceps braquial, sulco intertubercular, articulação escapuloumeral, tendões supra e infraespinhoso.  

A avaliação ultrassonográfica do ombro é indicada principalmente para casos de histórico de trauma, claudicação de membro torácico, hematoma, edema, deformação local, abscessos e área de drenagem.  

Outras aplicações

Além dessas aplicações, também pode ser usada para:

Casos de doenças envolvendo alterações ósseas;

Casos de osteomielite e tumores ósseos que se estendem para os tecidos moles;

Lesões de origem tendíneas ou musculares (identificação de rupturas, hematomas, abscessos, flegmão, fístulas, contraturas, corpos estranhos, tumores, atrofias);

Avaliação dos músculos flexores e suas inserções;

Avaliação e diagnóstico da displasia do cotovelo;

Detecção de processos inflamatórios;

Diagnóstico e terapia de bloqueio de nervo para gerenciamento da dor.

É muito importante saber que apesar de todos os benefícios da ultrassonografia musculoesquelética em pequenos animais, a obtenção de bons resultados é altamente dependentes da habilidade, experiência ultrassonográfica e conhecimento anatômico e fisiológico do médico veterinário. Além disso, a qualidade da imagem também vai depender do equipamento utilizado.

Está esperando a oportunidade para investir em um equipamento de ultrassom veterinário TOP de linha e aumentar os seus atendimentos? No Shop Veterinário você pode financiar o seu em até 60 vezes e começar a pagar em até 120 dias.

Está esperando o quê? Veja o regulamento completo aqui e comece a ganhar muito mais dinheiro.

Fontes:

UFV, UFLA, UFRGS, USP, UNESP.   



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE