Time Brasil de salto larga com força total no Mundial 2022

| GAZETA ESPORTIVA


Nessa quinta-feira, o Time Brasil de salto estreou bem no Campeonato Mundial 2022, no Estádio Stutteri Ask, em Herning, na Dinamarca.

Três conjuntos brasileiros fizeram percurso limpo na prova de caça, a 1.55m (em que a cada falta são acrescidos quatro segundos ao tempo final), na seguinte ordem de largaa: Marlon Zanotelli com Like a Diamond van Het Schaeck, em 84s27, Yuri Mansur e QH Alfons Santo Antonio, 86s38, e Pedro Veniss montando Nimrod de Muze Z, 85s15, computando respectivamente, 2,60, 3,04 e 3,66 pontos, ou seja, a menos de uma falta do vencedor Julien Epalilard com Carcacole de Roque, 75s08, integrante da equipe da França, vice-líder.

Já Bernardo Alves com Mosito van Hellehof, primeiro em pista, teve um problema no nº 6 do percurso de 14 obstáculos, idealizado pelos holandeses Louis Konickx e Quintin Maertens, quando seu ainda jovem cavalo (10 anos) estranhou um muro branco e o cavaleiro desistiu, tendo seu resultado descartado para efeito de contagem da equipe.

Mas o saldo é o muito positivo, já que o Brasil ocupa o 7º lugar, com 9,29 pontos, a menos de 1 falta da França, vice-líder, e a 5,6 pontos do time líder Suécia, 3,69. Dos 22 países, 12 computam menos de 12 pontos (equivalente a 3 faltas) na competição. A atual campeã olímpica Suécia em 1º, 3,69 pontos, seguida pela França, 5,44, Bélgica, 5,49, Grã Bretanha, 6,66, Suíça, 6,83, Alemanha, 7,76, Brasil, 9,29, EUA, 9,60, Itália, 9,76, Irlanda, 11,15 e Canadá, 11,56.

Os três brasileiros zerados se mostraram satisfeitos com resultado cumprindo o objetivo de seguir de fazer um tempo com boas chances tanto por equipes e individual. Já Bernardo não tem mais chances no individual, mas segue na briga por uma medalha do Time Brasil.

Para o 1º percurso da final por equipes, nessa quinta-feira, a partir das 8 horas (fuso brasileiro), o chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda e o treinador suíço Philippe Guerdat definiram a seguinte ordem de largada, Marlon, nº 19, Yuri, nº 48, Pedro, nº 74 e Bernardo, nº 99.

O 2º e decisivo percurso da final por equipes e terceira qualificativa individual acontece na sexta-feira, a partir das 16 horas (fuso brasileiro) e a grande decisão individual será no domingo, a partir das 9 horas.

As cinco primeiras equipes habilitam-se para Paris 2024 e a França, por ser país sede, independente do resultado, já tem vaga garantida.

Regras do Jogo até a final por equipes e individual

Final por equipes sem cronômetro, a 1.65m, 11 e 12/8 Participam da 2ª volta as 10 melhores equipes e os 60 melhores conjuntos individuaisFinal individual, 1.65m, dois percursos, 14/9Entram 1ª volta os 25 melhores do Campeonato e da 2ª os 12 melhores da 1ª volta.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE