Lei da vereadora Liandra institui o ‘Dia Municipal do Teste do Pezinho’

| CâMARA DOURADOS / ASSESSORIA


Liandra da Saúde é autora da Lei que institui o Dia e a Campanha Junho Lilás Foto: Valdenir Rodrigues/CMD

Foi aprovado em segunda votação na Câmara de Dourados, o Projeto de Lei 105/2022, de autoria da vereadora Liandra da Saúde (PTB), que incluiu no Calendário Oficial do Município, a ‘Campanha Junho Lilás’ e o ‘Dia Municipal do Teste do Pezinho’ a ser comemorado anualmente no dia 06 de junho.

Segundo prevê o projeto de lei, durante o mês de junho o munícipio deverá promover ações ações que reforcem a importância da realização do Teste do Pezinho em recém nascidos, exame que contribui para o diagnóstico precoce de doenças raras. A Lei sugere ainda parcerias com outras entidades na divulgação e atividades de promoção quanto a importância do exame. 

O projeto de lei foi aprovado em segunda votação por unanimidade dos vereadores, durante a sessão de segunda-feira (8) e deverá entrar em vigor após ser sancionado pelo Executivo Municipal.

TESTE DO PEZINHO

O Teste do Pezinho é um exame realizado entre o segundo e o quinto dia do nascimento do bebê que consiste na coleta de algumas gotinhas de sangue do calcanhar em papel filtro especial. O exame é feito neste local porque nele estão presentes muitos vasos sanguíneos, o que facilita o acesso ao sangue.

O procedimento ajuda a diagnosticar doenças metabólicas, genéticas e infecciosas capazes de afetar o desenvolvimento neuropsicomotor do recém-nascido, mas que não apresentam sintomas detectáveis. Antes do nascimento, o feto está relativamente protegido dos malefícios de uma doença metabólica. Isso acontece por causa da placenta, que fornece nutrientes e promove a filtragem de metabólitos tóxicos.

O teste é obrigatório e gratuito em todo o território nacional desde 1992. Existem três versões disponibilizadas no Brasil: uma básica e duas ampliadas.

A versão básica é oferecida tanto pela rede pública (SUS), quanto pela rede privada e identifica seis tipos de doença: Fenilcetonúria, Hipotireoidismo congênito, Deficiência de biotinidase, Fibrose cística, Anemia falciforme e Hiperplasia adrenal congênita.