Caio Bonfim fica em sétimo lugar nos 35km de marcha atlética do Mundial de Oregon

| GAZETA ESPORTIVA


O brasileiro Caio Bonfim teve que manter a paciência e o ritmo para terminar em sétimo lugar nos 35km da marcha atlética no Campeonato Mundial de Atletismo do Oregon, neste domingo. Sexto colocado nos 20km da categoria, com 1h19min51s, no primeiro dia de competição, ele completou as 35 voltas no circuito de 1 km em 2h25min14s. Com isso, quebrou o recorde brasileiro da prova, que era dele mesmo desde janeiro deste ano, com 2h33min57s.

A prova deste domingo teve largada às 6h15 do horário local (10h15 de Brasília), com temperatura de 12 graus. No verão norte-americano, porém, o calor aumentou e, em uma prova tão desgastante, os atletas tiveram que tomar muito cuidado com a hidratação e usar bonés para se proteger do sol.

“Precisa ter muita coragem para viver da marcha atlética. Vim para dar o meu melhor e consegui. A prova começou com um ritmo insano, sabia que muita gente ia quebrar. Senti um pouco a perna esquerda na parte final da prova, mas é uma competição que exige inteligência. Prova inédita no Campeonato Mundial', disse, referindo à mudança dos 50 km para os 35 km. “Obrigado a todos que torceram por mim, Estamos em uma competição que não reúne apenas os melhores atletas do mundo, mas os melhores atletas de todos os tempos em seus países', completou.

Caio ainda falou sobre o tempo distante de sua família e projetou seus próximos passos.

“Estou feliz por conseguir esse resultado, mais de um mês longe de minha família, de meus filhos. Vão falar que não ganhei uma medalha, mas dei tudo o que podia na prova, melhorei meu recorde brasileiro e vou com tudo para o Mundial do ano que vem e para a Olimpíada de Paris, em 2024', comentou Caio.

O italiano Massimo Stano, campeão dos Jogos Olímpicos de Tóquio, conquistou o ouro, com 2h23min14s, novo recorde do Campeonato Mundial. O japonês Masatora Kawano ficou com a prata ao cravar 2h23min15s, novo recorde asiático, e o sueco Perseus Karlstrom levou o bronze, com 2h23min44s, recorde pessoal.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE