Sem sustos, São Paulo goleia a Católica no Morumbi e ratifica ida às quartas na Sul-Americana

Em dia de festa e euforia como há muito não se via, Tricolor honrou em campo os mais de 45 mil pagantes e garantiu o duelo com o Ceará na competição continental

| LANCE! / RAFAEL RIBEIRO


Luciano festeja no Morumbi: terceira partida seguida com gol marcado (Foto: NELSON ALMEIDA / AFP)

Foi uma noite como há muito não se via no Morumbi. Jogando bem e em sintonia com a torcida, o São Paulo não teve dificuldades em golear a Universidad Católica por 4 a 1 nesta quinta-feira e selar sua classificação às quartas de final da Copa Sul-Americana.

GALERIA + ATUAÇÕES: Luciano mostra protagonismo, e Patrick ‘joga de terno’ em classificação do São Paulo Não que o dia prometia dificuldades ao Tricolor. Afinal, a vantagem obtida em Santiago e os tabus que cercam a equipe em competições continentais tornavam as coisas deveras difíceis aos chilenos. E a Católica ainda poupou alguns titulares, facilitando ainda mais as coisas. Mesmo assim não houve um momento sequer de risco para os brasileiros. Mas, acima de tudo, foi uma noite de confirmação para o São Paulo, que jogou bem, volta a marcar quatro gols no Morumbi desde o dia 10 de abril, quando bateu o Athletico pelo mesmo placar, pelo Brasileirão. Uma noite de festa, com clima de decisão, volta de contundidos que há tempos ocupavam o Departamento Médico, estreia de promessas da base com gol e até presença de atores com fama internacional. O objetivo da diretoria foi alcançado: passagem de fase garantida e mais dinheiro no caixa. Pelo menos em um torneio o Tricolor chega vivo, como queria Rogério Ceni. O adversário agora na competição sul-americana será o Ceará.

ALGUÉM TINHA DÚVIDAS? Se havia alguém receoso que a Universidad Católica pudesse reverter a vantagem construída pelo São Paulo em Santiago, mesmo com o ex-santista Ariel Holan poupando titulares ainda, os temores ganharam vida logo no início do jogo. Aos 6' de peleja, a zaga são-paulina bobeou e Valencia recebeu livre, ficou cara a cara com Jandrei, mas chutou para fora. NÃO, CLARO QUE NÃO! Mas foi só. Logo, logo o Tricolor encaixou o seu jogo. Patrick, em dia de gala, comandou o lado esquerdo tricolor e aí acabou-se a esperança chilena para ter início o bombardeio brasileiro. Aos 8', outro destaque tricolor do dia mostrou o cartão de visita aos visitantes. Luciano pegou um rebote de fora da área e chutou forte para fácil defesa de Pérez. Ele acertaria em breve. QUEM MANDA NO MORUMBI SOU EU Aos 10' Welington passou como quis pela marcação e deu o passe para Patrick arriscar a finalização, na rede, pelo lado de fora. Prestou atenção no lance? Pois bem, três minutos depois o mesmo Welington de novo apertou a saída de bola rival. De novo ganhou o lance. Rolou para Patrick. De novo. Só que o meia desta vez resolveu cruzar. Achou Luciano na entrada da área. E o camisa 11 chutou. De novo? Não. Gol. O primeiro do São Paulo. ACABOU PARA OS CHILENOS A partida já parecia resolvida antes mesmo da metade do primeiro tamanho, tamanha a desenvoltura do Tricolor em campo. Aos 22', Welington recebeu na esquerda (de novo!!!) e cruzou (ou chutou) para a pequena área. Pérez se assustou e espalmou para o meio da área, mas ninguém chegou para concluir o lance às redes. DOMÍNIO TOTAL O gol praticamente liquidou a fatura. Isso porque, acima de tudo, o Tricolor não diminuiu o ímpeto. E foi criando chance atrás de chance. Aos 29', Luciano arriscou de novo de fora da área. Mas Pérez fez a defesa. Três minutos depois, a jogada mais bonita do dia. Patrick cortou a marcação de letra, saiu livre na cara do gol, mas errou o chute. PARA CADA AÇÃO, UMA REAÇÃO Aos 36', Wellington fez mais uma jogada pela esquerda no ataque e tocou no meio pra Luciano finalizar por baixo, à direita do gol. O Católica, atordoado, buscava reagir. Teve uma sequência de boas chances em jogadas de escanteio. Mas foi pouco. E custou caro. Aos 45' Miranda já havia cabeceado com perigo uma cobrança de escanteio e o Tricolor seguia para a segunda cobrança de corner quando o VAR apontou ao árbitro que Valencia desviou com o braço a bola. Pênalti marcado e convertido por Éder sob a benção de Luciano, que teve o nome gritado pelas arquibancadas, pegou a bola em resolveu prestigiar o companheiro.

TABELA > Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22 > Confira todos os jogos da Sul-Americana-22 > Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!

SEGUNDO TEMPO COMEÇA Na volta do intervalo, a Católica ainda tentou arrumar algo, mas Jandrei evitou o pior fazendo boas defesas. Mas foi pouco. Aos 11', Moreira, que entrara no intervalo, arriscou o chute em cima da defesa. Dois minutos depois, contudo, a tentativa foi certeira. O lateral-direito, um dos recuperados do DM, desviou cruzamento de Léo e marcou o terceiro gol são-paulino no jogo. Foi o primeiro tento dele pelo Tricolor, mas não seria o único estreante do dia. PROMESSA ENTRA. E FAZ HISTÓRIA Com a fatura praticamente liquidada, Ceni resolveu colocar em campo a maior promessa atual do Tricolor: Rodriguinho. E a nova cria de Cotia, em seu primeiro jogo como profissional, não demoraria a marcar território. Aos 35, o garoto de 18 anos recebeu a bola após pivô de Luciano e bateu forte, no canto, para sacramentar a goleada. Em um dia de fatura liquidada, a Católica chegou a diminuir aos 43', com Fuenzalida. Mas já era tarde demais.

PRÓXIMOS JOGOS O São Paulo se prepara agora para o duelo contra o Ceará nas quartas de final da Copa Sul-Americana. O primeiro jogo acontece somente em 3 de agosto, no Morumbi. A equipe volta a campo no domingo (10), às 18h (de Brasília) para enfrentar o Atlético-MG pelo Campeonato Brasileiro. Na outra quinta-feira (14), faz o duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil ante o Palmeiras, no estádio rival, com a vantagem da vitória por 1 a 0 no jogo de ida.

FICHA TÉCNICA SÃO PAULO 4 x 1 UNIVERSIDAD CATÓLICA Local: Morumbi, em São Paulo (SP) Data/Horário: 7/7/2022 (quinta-feira), às 21h30 (de Brasília) Árbitro: Alexis Herrera (VEN) Auxiliares: Carlos Lopez e Lubin Torrealba (VEN) VAR: Jhon Perdomo (COL) Público e renda: 47.097/R$ 2.233.298,00 Cartões amarelos: Éder (São Paulo); Paz e Zampedri (Católica) GOLS Luciano aos 13 min do 1ºT (1-0), Éder (pênalti) aos 49 min do 1ºT (2-0), Moreira aos 13 min do 2ºT (3-0), Rodriguinho aos 35 min do 2ºT (4-0) e Fuenzalida aos 43 min do 2ºT (4-1) SÃO PAULO Jandrei; Diego Costa, Miranda (Moreira, intervalo) e Léo; Rafinha (Rodriguinho 22/2), Gabriel Neves, Igor Gomes (Talles Costa, intervalo), Patrick (Luizão 22/2) e Welington; Luciano e Éder (Rigoni, 30/2) Técnico: Rogério Ceni UNIVERSIDAD CATÓLICA Sebastián Pérez; Branco Apuero, Tomás Asta-Buruaga e Cristian Cuevas (Daniel González 28/1 (Fuenzalida, intervalo)); Alfonso Parot (Nehuén Paz 25/2, Ignacio Saavedra e Marcelino Núñez e Fabian Orellana (Felipe Gutiérrez 33/2); Fernando Zampedri e Gonzalo Tapia (Astudillo 33/2) Técnico: Ariel Holan