Direto ao Assunto: Eduardo Ramirez fala da violência contra a pessoa idosa

| ALMS


Eduardo Ramirez Meza, um dos fundadores da Universidade Aberta à Pessoa Idosa da UFMS é o entrevistado da Rádio ALEMS

O programa Direto ao Assunto da Rádio ALEMS entrevista Eduardo Ramirez Meza, um dos fundadores da Universidade Aberta à Pessoa Idosa da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), que fala sobre o tema do Seminário de Enfrentamento à Violência Contra a Pessoa Idosa, encerrando as atividades do Junho Prata, campanha criada pelo deputado estadual Renato Câmara (MDB), autor da Lei 5.215/2018, que trata do tema.

Ramirez fala dos tipos de violência, que vão desde a física à psicológica, envolvendo pessoas da relação de confiança do idoso. “A violência psicológica é a mais comum, que é você tratar a pessoa idosa não com a dignidade que ela é merecedora como pessoa humana, mas como uma pessoa menor por ser idoso. Expressões depreciativas da velhice, por exemplo, e até mesmo a violência sexual, que muita gente pensa que ela não existe, mas acontece”, declarou.  

Para Ramirez existe ainda uma série de preconceitos que a sociedade estabelece, tais como determinar o lugar de idoso ou não, lugares que se supõe que ele não possa frequentar, como uma boate, uma festa. “O mesmo pode acontecer no mercado de trabalho, a sociedade espera que o idoso saia para dar lugar ao jovem. A pessoa idosa é uma pessoa adulta e plena e pode estar em qualquer lugar, costumo dizer lugar de idoso é onde ele quiser”, enfatizou.   

Outra questão abordada na entrevista é o idadismo, termo que define o preconceito por idade, que pode ser com qualquer idade, porém mais comum contra os idosos e adolescentes. Esse será o tema da mesa de debates coordenada por Ramirez no Seminário de Enfrentamento à Violência Contra a Pessoa Idosa, que acontece no dia 30 de Junho, no auditório do CREA/MS, em Campo Grande, a partir das 8h.

Confira a entrevista completa no portal da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul.



PUBLICIDADE
PUBLICIDADE